Daily Archive for August 5th, 2009

Dieta do DNA – [nutrigenômica ou nutrigenética]

dieta-dna-nutrigenomica

Uma maçã por dia pode ser substituída por obscuros compostos moleculares e aminoácidos para afastar doenças, graças a um novo foco de investigação genética: a nutrigenômica ou popularmente conhecida como dieta do DNA.

A nutrigenômica olha o efeito da nutrição sobre as moleculas, ao nível genético. Esqueça a DDR (dose diária recomendada), as orientações gerais destinadas a toda a população. A nova pesquisa genética, em última instância, pode fornecer uma alimentação adaptada à sua composição genética.

A ciência há muito tempo se pergunta qual é a relação entre dieta e o metabolismo. Porque é que algumas pessoas têm uma dieta com alto teor de gordura porém não desenvolve uma doença cardíaca? Por que algumas pessoas com uma dieta moderada na quantidade de gordura, tem colesterol elevado?

Após os trabalhos do projeto genoma humano, os cientistas estarão equipados com as informações para responder a estas perguntas, e os resultados terão implicações fundamentais para a saúde.

Na realidade, o campo é tão promissor que a Universidade Rutgers criou uma posição de professor assistente de nutrigenômica. Dr. Mohammed Rafi atualmente desenvolve a criação de um laboratório de investigação e de uma equipe que irá analisar a dieta e o câncer.

Este é um projeto a longo prazo, mas alguns resultados de campo, serão explorados em um futuro próximo.

“Eu acredito que em cinco anos uma simples análise de sangue permitirá determinar se um indivíduo tem uma tendência a desenvolver doenças cardiovasculares”, disse Nancy Fogg-Johnson, da “Life Sciences Alliance”, que com o colega Alex Meroli, criou o termo nutrigenômica.

Dispositivos do tamanho de um celular já existem para a análise de DNA, que poderia ser utilizado para detectar se uma pessoa tem a susceptibilidade a doenças cardiovasculares.

Mais importante ainda, a nutrigenômica permitirá que esta informação poderá dizer quais alimentos têm um impacto positivo sobre a saúde de cada indivíduo, disse Fogg, Johnson.

A ideia é que os alimentos negativos, tais como gorduras saturadas, poderiam ser substituídos por aqueles que promovem um impacto positivo na redução do colesterol. Como comer aveia, em vez de um bife gorduroso, por exemplo.

Esta conclusão não necessita milhões de dólares para ser descoberta, mas a ciência ainda está no escuro sobre como os alimentos reagem com o corpo no nível molecular. A Nutrigenômica vai ligar os Holofotes.

Embora dietas e o DNA serão inicialmente relacionados de uma maneira ampla, a genética vai desempenhar um papel cada vez mais preciso na saúde preventiva.

Ainda vai levar um tempo, mas Fogg-Johnson diz que eventualmente a nutrigenômica será capaz de descobrir dietas que evitam ou retardam o aparecimento das doenças mais graves e generalizadas de hoje como o câncer ou doenças degenerativas como Alzheimer.

Clique aqui e veja o que a nutricionista Daniela Jobst pensa sobre a nutrigenômica.

Fonte: wired

Conheça algumas das principais razões para a falta de energia

falta-energia

Um dos problemas mais comuns é a falta de energia no dia-a-dia e, durante a minha experiência clinica, eu posso apontar três principais razões para isso.  Abaixo segue 3 dicas de como melhorar a disposição e passar o dia com mais ânimo.

1º problema: Escolher os lanches errados

Os doces nos dão uma “alta de energia” falsa, seguida de uma queda brusca. Nosso corpo manda uma grande quantidade de açúcar para os músculos, deixando com baixa glicose no sangue, o que sinaliza ao cérebro a necessidade de mais ingestão de açúcar.

Sugestão: nos intervalos das refeições coma duas colheres de sobremesa de oleaginosas com cereais integrais

2º problema: não dormir

Um problema comum é ficar se revirando na cama, especialmente quando há algum tipo de luminosidade no ambiente.

Sugestão: compre uma máscara de dormir. A claridade atrapalha a produção de melatonina. Ache uma máscara que se acomode bem em seu rosto e aproveite os resultados.

3º problema: respiração incorreta

É difícil respirar corretamente em frente ao computador, ou quando se está tenso.

Sugestão: Pare algumas vezes no dia e se concentre em sua respiração abdominal e não pulmonar. Faça 10 vezes o ciclo de inspiração e expiração desta maneira. A inspiração correta ajuda a limpar os pensamentos devido a eliminação de gás carbônico.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com