Obesidade pode ser determinada antes dos 5 anos

quarta-feira, dezembro 24th, 2008

obesidade-infantil

Um recente estudo feito na Inglaterra determinou que a grande parte do excesso de peso adquirido por uma criança é determinado antes dela entrar para a escola. Através deste estudo uma das grandes teorias de que o culpado para a obesidade infantil era a comida servida nas escolas cai por água abaixo.

Segundo o professor Terry Wilkin, o peso dos bebês que nascem hoje em dia são similares aos de 25 anos atrás, mas ao chegarem na puberdade eles adquiriram mais gordura se comparado com as crianças da mesma idade na década de 80.

“É muito difícil de determinar a provável causa”, disse Wilkin. Porém as maiores porções que são servidas hoje em dia e os alimentos mais calóricos podem ser um dos fatores.

Outro fato interessante é que 90% das meninas obesas já adquiriram o seu excesso de peso antes de entrarem para a escola, para os meninos a porcentagem fica na casa dos 70%.

Isto significa que um dos grandes culpados para a obesidade infantil é a alimentação e não a falta de exercícios, televisão ou videogames.

Vale destacar que nunca é muito cedo ou muito tarde para mudar os seus hábitos.

Fonte: BBC News

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Chá vermelho, o poderoso da família Camellia Sinensis

quinta-feira, dezembro 18th, 2008

Imagem Wikimedia Commons

O chá vermelho também é conhecido como o devorador de gorduras. A bebida é uma variação do chá verde e branco, pois também é extraído da erva camellia sinensis.

A diferença entre eles é que o processo de maturação do chá vermelho demora cerca de 60 anos. As folhas são comprimidas e armazenadas em barris, em condições especiais e durante o processo, a erva ganha cor de terra avermelhada com sabor terroso, porém sem amargor.

Os benefícios deste chá, também conhecido como Pu-erh, vão muito além das já conhecidas propriedades adelgaçantes e purificantes. A bebida acelera o metabolismo do fígado, é depurativo, desintoxicante, antidepressivo e ainda facilita a digestão.

O chá vermelho também é rico em vitamina C, sais minerais, antioxidantes, e reduz o colesterol ruim, e por acelerar o metabolismo, queima calorias e medidas.

O consumo recomendado é de no mínimo quatro xícaras por dia, “porém deve-se evitar o consumo a noite, por conter cafeína”, recomenda Dra. Daniela Jobst, Nutricionista Clínica funcional. Outro cuidado – “é contra indicados para pessoas com gastrite, arritmia cardíaca e gestantes”, complementa Daniela.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Gene defeituoso está ligado a obesidade

segunda-feira, dezembro 15th, 2008

Imagem SXC

Uma das razões para você estar acima do peso pode estar conectado ao seu dna. Cientistas da Dundee University descobriram que um defeito do gene chamado FTO pode ser um dos fatores responsáveis do porque as pessoas tem muita dificuldade em perder peso.

De acordo com a pesquisa cerca de 2/3 das pessoas possuem este defeito no gene. A conseqüência é que estas pessoas acabam consumindo 100 calorias a mais por refeição, que a primeira vista não parece grande coisa mas significa que em 1 semana você vai consumir 2100 calorias a mais.

Cerca de 49% da população contém pelo menos 1 gene defeituoso, em números isto significa que esta pessoa tem 30% mais chances de ser obesa e 25% a mais de contrair diabetes. 14% da população carrega 2 cópias defeituosas do gene FTO, isto resulta um um aumento no risco de obesidade para 70% e 50% a mais de chances para a diabetes.

Neste estudo não ficou comprovado que o aumento de peso devido ao gene defeituoso se deve ao aumento do apetite, metabolismo baixo, falta de exercícios. O que ficou comprovado é que as pessoas que tem este gene defeituoso estão propensas a consumir alimentos mais calóricos.

Contudo os efeitos do gene defeituoso não são incontroláveis e por isso você não deve perder as esperanças de que é possível perder ou manter o peso. No final das contas se você não comer além do necessário não ira ganhar peso.

Fonte: dailymail

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline