Resfriado + Exercício, O que fazer? Aposto que a resposta vai te surpreender!

sexta-feira, março 13th, 2009

Imagem MailOnline

Quando você adquire aquela rotina de exercícios diários a pior coisa que pode te acontecer é a de sofrer alguma lesão da qual te impeça de praticar o seu exercício. Outro vilão é o resfriado, pois como rege o ditado popular deve-se parar de fazer exercícios e descansar até ficar curado.

Mas de acordo com dois estudos feitos há 10 anos e publicados no jornal “Medicine & Science in Sports & Exercise”, mostram resultados muito favoráveis a manter a rotina de exercícios, a tal ponto que se tornou uma grande surpresa até para os pesquisadores.

Uma das principais questões era: O resfriado afeta a sua habilidade para fazer exercícios? Foram recrutados 24 homens e 21 mulheres entre 18 e 29 anos que aceitaram ser infectados por um vírus que é responsável por 1/3 dos resfriados. Um outro grupo de 20 pessoas (homens/mulheres/jovens) serviram como controle e não foram infectados.

No começo deste estudo todos os participantes passaram por testes para determinar a capacidade das funções pulmonares e de exercício de cada um. Depois 45 pessoas foram infectadas com o vírus do resfriado.

Depois de 2 dias, que é quando a doença atinge o seu pior estágio, todos passaram por um teste moderado/intenso feito na esteira para avaliar se as suas capacidades pulmonares e de exercícios foram afetadas e para surpresa de todos, constatou-se que o resfriado não alterou em nada.

Dr. Kaminsky disse: ”Eu fiquei surpreso que o resfriado não afetou a capacidade pulmonar”, outro fato foi levantado pelo pesquisador: “Eu fiquei surpreso que no geral a performance dos sujeitos testados não foi afetada, porém eles reportaram um sentimento de fatiga”.

Outro fator que foi testado é se fazendo exercícios afeta os sintomas do resfriado e o tempo de recuperação.

Neste caso foram testados 34 pessoas (homens e mulheres), destes 16 tiveram que permanecer em descanso e o resto foram designados a fazerem corridas na esteira por 40 minutos a cada 2 dias em um ritmo moderado a 70% do batimento cardíaco.

A cada 12 horas todos respondiam um questionário sobre os sintomas do resfriado e sobre as atividades físicas. Também foram coletados resíduos do resfriado através de um lenço papel.

Os resultados mostraram que os sintomas do resfriado eram os mesmos nos dois grupos e o tempo de recuperação foi o mesmo. A única diferença foi que o grupo que se exercitava tinha a percepção de estar ok, alguns tinham a sensação de que estavam melhores.

Vale destacar que o tipo de resfriado que foi testado nesta pesquisa é aquele que provoca sintomas na cabeça, como dor de cabeça e nariz escorrendo.

Hoje, o Dr. Kaminsky recomenda a todos que continuem se exercitando mesmo quando estão com resfriados, porém ele menciona para ter precaução para os resfriados que atacam os pulmões e os que provocam febre.

Fonte: The New York Times

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline