Homem perde 73 kg em 6 meses com dieta de cebola e alho!!!

sexta-feira, fevereiro 6th, 2009

Imagem croatiantimes

momir-zmiric

“Eu não queria seguir nenhuma dieta recomendada por médicos e também não queria tomar nenhum remédio porque eu sabia que a solução estava na minha cabeça. Por isso eu decidi de começar uma dieta e parar de fumar na mesma noite”, esta declaração é do croata Momir Zmiric de 42 anos, que é pintor de paredes e vive na cidade de Split (a segunda maior cidade da Croácia).

Segundo Momir: “Eu não podia correr 2 metros. Então eu decidi de parar de comer carne, batata, queijo, presunto e outras comidas gordurosas que eu gostava. Quando o peso começou a diminuir, eu comecei a caminhar bastante, nadar e pedalar”.

A sua dieta foi determinada pelos seus dois alimentos não calóricos favoritos: Cebola e alho em cima de uma bolacha com suco de cenoura. “Eu também comi outras coisas que não eram gordurosas”, admite Momir que algumas vezes comeu peixe mas ficou longe da carne vermelha.

“Para o almoço eu comia 2 kg de carne assada ou 1 frango inteiro. Então no casamento da minha irmã eu decidi de parar de comer do jeito que eu comia. Eu não conseguia me olhar no espelho. Eu fiquei um pouco bêbado naquela festa e quando eu voltei pra casa no meio da escuridão do meu quarto eu decidi que iria entrar em uma dieta. Em seis meses meu peso foi de 165 kg para 92 kg”, segundo Momir.

Mas nem tudo foram flores, ele enfrentou algumas crises.

“Eu fui insistindo na minha dieta. Teve momentos de crise mas eu queria perder peso e apesar de que os médicos dizem na mídia, eu me sinto bem. Você pode ver eu estou em forma”, disse o pintor.

“As pessoas me dizem que eu sou candidato para entrar no livro dos recordes. Eu não conheço ninguém que perdeu 73 kg em 6 meses. Mas eu quero mais, agora que eu não preciso de usar camisas 6 extra-grandes, eu uso somente extra-grande. Eu quero ficar igual ao Arnold Schwarzenegger nos seus melhores dias. Pode acreditar, em mais ou menos 1 ano, eu vou ficar igual ao Schwarzenegger”, disse Zmiric.

“Eu quero começar um website para ajudar outras pessoas e também pretendo escrever um livro para contar sobre as minhas experiências”, “O meu objetivo é ajudar a outras pessoas que estão acima do peso. Eu sei como muitas pessoas estão, a minha pressão era de 200, isso significa que você está a um passo da morte, hoje ela esta em 120. Corriqueiramente eu paro as pessoas que estão acima do peso na rua e pergunto quanto elas pesam e antes delas ficarem revoltadas eu mostro uma foto minha de 6 meses atrás que está no meu celular. Depois disso, elas começam a pensar sobre elas mesmas”.

E vocês o que acham da dieta do Momir Zmiric? Uma coisa eu posso dizer é que a sua força de vontade é de causar inveja. E você acha que ele vai ficar igual ao Schwarzenegger? Quando eu li, eu pensei que ele esta viajando na maionese mas se ele me dissesse 6 meses atrás que iria perder 70 kg em 6 meses eu ia ter o mesmo tipo de pensamento e ele conseguiu, por isso fico em dúvida.

Para concluir, eu penso que a força de vontade é a nossa principal arma, com ela podemos atingir qualquer meta, não importa o quanto seja difícil e o croata Momir é um exemplo disso.

Fonte: croatiantimes

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

50% da população mundial se considera acima do peso

quinta-feira, fevereiro 5th, 2009

Imagem SXC

planeta-terra

A empresa Nielsen divulgou uma pesquisa (feita em 52 países) onde consta que 50% da população se considera acima do peso.

Aqui vai alguns dados interessantes da pesquisa:

  • 60% da população do mundo está lutando com o seu peso.
  • 50% se considera com sobrepeso.
  • 10% com problemas de peso abaixo da média.
  • 78% dizem que vão mudar a sua dieta.
  • 69% pretendem se exercitar mais.

Abaixo são as respostas dos entrevistados sobre quais táticas vão usar para perder peso:

  • 69% dizem que vão reduzir o consumo de gorduras.
  • 65% pretendem reduzir o consumo de chocolates e açúcar.
  • 53% vão comer mais alimentos naturais e frescos.
  • 46% pretendem comer o mesmo, porém menores porções.
  • 29% tem vontade de comer menos alimentos processados.
  • Menos de 10% vão usar outros planos de dieta, como a dieta Atkins, vigilantes do peso ou outros programas.

A Nielsen dividiu os países em 5 regiões mas existem alguns pontos em comum entre as regiões pesquisadas, são eles:

  • Os consumidores de todas as regiões pretendem combinar mudanças na alimentação e aumento de exercícios para perder peso.
  • Em quatro das cinco regiões, as pessoas em dieta disseram que o mais provável para atingir o peso ideal seria a eliminação do consumo de alguns grupos alimentares. A única exceção foi a Ásia, onde os pesquisados disseram que comeriam a mesma comida mas com maior moderação.
  • Cerca de 20% dos participantes em quatro regiões sentem que já consomem uma dieta saudável, a exceção ficou com os norte-americanos que reconheceram que poderiam melhorar seus hábitos alimentares.
  • 14% consideram que a sua dieta atual plano era saudável.
  • Andar a pé é de longe o exercício preferido em todas as cinco regiões.
  • Em quatro das cinco regiões, o segundo tipo de exercício preferido é se exercitar em academias

Alguns dados curiosos da América Latina e Mercados Emergentes:

  • 12% se consideram abaixo do peso. (América Latina e Mercados Emergentes)
  • 41% acham que estão com o peso ideal. (América Latina e Mercados Emergentes)
  • 57% responderam que estão tentando perder peso. (América Latina)
  • 14% das pessoas dos mercados emergentes vão utilizar remédios, barras ou shakes para perder peso. (América Latina)
  • As pessoas pesquisadas que são nativas dos Mercados Emergentes foram as mais susceptíveis a alegar que não se exercitam mas estão em forma. As razões para isso pode ser por seguir uma dieta melhor e um estilo de vida que promove a caminhada e por possuir empregos menos sedentários.

Cerca de metade dos consumidores estão confusos com a quantidade de informação sobre dietas e alimentação saudável e acham que as informações disponíveis no mercado, muitas delas são conflitantes. Quando perguntado onde eles obtêm as melhores informações sobre dieta e alimentação saudável as respostas foram as seguintes:

  • 68% citaram médicos e profissionais médicos.
  • 36% na Internet.
  • 34% contavam com programas televisivos e documentários.
  • 29% através de livros sobre dieta e nutrição.
  • 25% confiam na informação nutricional das embalagens.
  • 17% através da família.
  • 14% encontraram informações em revistas.
  • 13% utilizam jornais.
  • 11% tomam decisões através das informações de amigos.
  • 5% obtém informações na hora da compra no supermercado e folhetos.

Fonte: Nielsen

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Nutrigenômica: A alimentação baseada no perfil genético

quarta-feira, fevereiro 4th, 2009

Imagem Brasília em Tempo Real

genetica

Um dos mais recentes estudos na área da nutrição é a nutrigenômica, ou seja, o que você come pode modificar um gene e isso ser passado a outras gerações, o que significa que seus hábitos de vida atuais podem refletir na qualidade de vida de seus netos. Nossas escolhas alimentares podem influenciar a predisposição genética das nossas gerações seguintes.

A Nutrigenômica é a ciência que busca entender como a nutrição compromete o equilíbrio entre a saúde e a doença por meio das mudanças na expressão e/ou da estrutura de um perfil genético individual. De maneira mais simples, pode-se dizer que é o estudo da relação entre o consumo de nutrientes e o código genético.

Cor dos olhos, dos cabelos, altura, formato da orelha, do nariz, cor da pele… Muitas características que distinguem indivíduos uns dos outros são determinadas pela genética.

Estudos já mostram que futuramente poderemos antever o aparecimento de muitas doenças. Conhecendo os nutrientes e seus compostos bioativos, podemos modificar a fórmula genética ou alterar a estrutura do DNA, sabendo que por meio da alimentação podemos desenvolver geneticamente um organismo menos predisposto ao surgimento dessas doenças.

Exemplo disso é o impacto dos flavonóides na prevenção do câncer. Pesquisadores demonstraram pela primeira vez em 1996 que os flavonóides presentes nas frutas cítricas aumentam a expressão dos genes envolvidos no sistema orgânico de defesa contra o câncer.

A nutrigenômica propõe que a alimentação de cada indivíduo seja única e funcional, assim como é o mapa genético de cada ser humano. Alimentos que para um são remédio, para outros são veneno.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Perguntas e respostas – Iogurte de soja e Sibutramina

terça-feira, fevereiro 3rd, 2009

Gabriela

Gostaria de saber se há iogurtes feitos com leite de soja?

Eu também não sabia se existia iogurtes feitos a partir do leite de soja mas descobri que a batavo tem dois sabores:

Iogurte de Soja sabor Pêssego

Iogurte de Soja sabor Frutas Vermelhas

Outra opção é fazer o seu próprio iogurte, aqui vai duas receitas:

Iogurte de soja – Site: Tudo Gostoso

Receita de Iogurte de Soja – Site: SojaMac

No primeiro link tem uma dica de como fazer o iogurte sem iogurteira e nos comentários explica em como atingir a temperatura necessária sem usar um termômetro.

Caso você esteja interessado em comprar uma iogurteira o google pode te ajudar:

Google:  iogurteira

Tatiana Valadares

Sibutramina é anfetamina?

A subutramina que é mais conhecida pelo nomes Reductil e Plenty não é uma anfetamina.  Eu achei uma resposta no yahoo respostas bem interessante:

São medicamentos de classes diferentes.
O Femproporex faz parte do grupo das anfetaminas, e por isso recebe uma tarja preta (sinalizando que pode viciar).
Já a sibutramina faz parte de outro grupo, dos inibidores da receptação de serotonina e da noradrenalina, que possui tarja vermelha (não vicia o corpo), porém é controlado pois mexe com a química do cerebro.
Ambos os medicamentos enganam a fome, cada um com seu mecanismo.
Mas não faz milagre. Achar que pode tomar o remédio e comer de tudo vai fazer com que voce não só não emagreça como pretende, mas também engordar o triplo ao parar a medicação.
Esses remédios só ajudam a pessoa a controlar a fome para conseguirem seguir a dieta.
Ah… e mesmo que a sibutramina não seja tarja preta (o que faz com que muita gente a ache “mais fraquinha”) existe o risco de uma pessoa ter dependência psicológica ao remédio, por achar que sem ele não emagrece ou por medo de engordar de novo.
Por isso, vale lembrar que esses medicamentos só devem ser tomados com prescrição médica, na dose recomendada e pelo tempo que o médico receitou apenas.

Aqui vai dois links interessantes sobre a subutramina:

Wikipédia – subutramina

Centro de Vigilância Sanitária – subutramina

Estou criando esta nova seção do blog que vai se chamar Pergunte ao Alex.  Só para deixar claro não sou um especialista mas não custa nada ajudar outras pessoas.  Quem tiver mais informações é só deixar nos comentários, elas serão muito bem vindas.

Quem quiser participar é só entrar em contato comigo através do link contato localizado na parte superior do blog ou você pode clicar aqui.

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline