Cuide da sua saúde com o chá branco

quarta-feira, abril 8th, 2009

Imagem Wikimedia Commons

cha-branco1

O chá branco é a versão menos processada do famoso chá verde, pois é coletado antes das flores se abrirem. Esses brotos e as folhas da planta são cozidos ao vapor e submetidos à secagem. Ao contrário do verde e do preto, o chá branco não passa pela fermentação e a colheita para a produção desse chá se realiza em apenas dois dias por ano, por isso a raridade e o valor alto.

O chá branco acelera o metabolismo e ajuda a eliminar a gordura corporal. E ainda é um antioxidante que auxilia nos processos inflamatórios celulares como ocorre na obesidade, além de:

possuir grande concentração de polifenóis e outros antioxidantes que ajudam a neutralizar a ação dos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento celular;

  • ser anticancerígeno: pesquisas realizadas comprovaram a eficiência do chá branco em inibir mutações genéticas que podem originar câncer;
  • ajudar na diminuição das taxas de LDL (o mau colesterol que bloqueia as artérias) evitando problemas cardíacos como arterosclerose e infarto;
  • e auxiliar no sistema imunológico: substâncias presentes na Camellia sinensis têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele.

O ideal é consumir pelo menos 3 xícaras do chá ao dia, quente ou frio e de preferência sem açúcar. É aconselhável beber o chá apenas até o fim da tarde, por volta das 18h, por causa da cafeína. Ingeri-lo mais à noite pode causar insônia. Além disso, o ideal é tomá-lo logo após o preparo, deixar em infusão por no máximo três minutos, pois o ar destrói parte dos componentes ativos.

Infusão com água de torneira pode alterar sabor, aroma e propriedades do produto. Além disso, é recomendada a compra das folhas desidratadas, pois os componentes ativos, o sabor encorpado e adocicado do chá branco se mantém. Os saquinhos industrializados perdem as propriedades.

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Nozes – Um alimento ideal para o lanche da tarde

terça-feira, abril 7th, 2009

Imagens SXC e Wikimedia Commons

Uma das horas mais difíceis de seguir na dieta, ao menos para mim, é a hora que bate aquela fome durante a tarde. Um dos alimentos que eu prefiro nesta hora são as nozes.

As nozes são ricas em proteínas, não possuem colesterol e possuem muitos nutrientes. Elas são o alimento vegetal que possui a maior quantidade de antioxidantes e apesar de possuírem um alto teor de gordura, as nozes possuem os melhores tipos de gordura que são a monoinsaturada ou poliinsaturada. Este tipo de gordura ajuda a combater o colesterol (LDL) e se você consumi-las regularmente, estará diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

Mas qual será a quantidade certa?

Um dos problemas que eu tenho com as nozes é de saber qual é a quantidade ideal, e sempre quando eu vejo uma matéria sobre este alimento a quantidade sugerida é a de um punhado.  O único problema é que eu sou um cara grande (1,83m) e o meu punhado cabe muita noz, principalmente quando estou com fome.

Depois de muito pesquisar na net, eu acabei encontrando em diversas matérias que a quantidade ideal é de 28 gramas, porém eu não tinha a minima ideia de quantas nozes cabem em 28 gramas.  Para saber a quantidade certa de nozes que cabe em 28 gramas eu achei um site bem interessante que se chama Nutrion Data e lá eu acabei encontrando a informação que eu queria e acabei montando uma pequena tabela com as principais informações de algumas nozes.

Tabelas

Tenha em mente que este quadro é um valor aproximado pois as nozes podem variar de peso.

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Websérie – Minimize Me – Ep. 3 – Dieta Atkins

segunda-feira, abril 6th, 2009

Neste capítulo eu vou comentar sobre a minha experiencia que eu tive com a dieta Atkins.

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Desmistificando as porções de frutas e verduras

sexta-feira, abril 3rd, 2009

Imagem SXC

A pirâmide alimentar brasileira recomenda que você consuma no mínimo oito porções de frutas e verduras (combinado). Porém muitas pessoas não tem ideia do quanto seja uma porção e ninguém vai ficar carregando copos de medida para todos os lados.

Por isso, vamos disponibilizar um pequeno guia para você poder identificar com mais precisão o que significa cada porção de verduras e frutas.

Quanto que é uma porção?

80G de frutas ou verduras
1 colher de sopa de frutas secas
150ML de suco

Exemplos de porções – Furtas

1 banana (tamanho médio)
1 Maçã (tamanho médio)
1 Pera (tamanho médio)
1 Laranja (tamanho médio)

2 Kiwis (pequenos)
2 Ameixas (pequenos)
2 Figos (pequenos)

7 Morangos

Exemplos de porções – Verduras

1 Tomate (tamanho médio)

3 Colheres cheias de:
Ervilha
Cenoura
Feijão

O que conta?

Frescos, congelados, secas e enlatados

Tudo conta, só preste atenção que no caso das frutas secas a quantidade é menor do que se você comer frutas frescas. Na minha opinião eu vou sempre preferir comer frutas e verduras frescas pois o sabor delas é sempre superior aos demais.

Sucos e Feijões

Estes só podem ser contados como 1 porção diária. A razão é que os sucos não contém a mesma quantidade de fibras que as frutas. O feijão apesar de conter bastante ferro, não contêm a mesma gama de nutrientes das outras frutas e verduras.

Batata e Milho

Apesar destes dois alimentos serem considerados como verduras, quando eu fiz uma dieta com uma nutricionista, eles eram considerados como carboidratos. Isto se deve pela quantidade de amido que ambos possuem.

Fonte: Adaptado de um post do dietblog

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Exposição ao sol salva 10 vezes mais vidas por absorção de vitamina D do que causa câncer de pele

quarta-feira, abril 1st, 2009

Imagem SXC

exposicao-sol

O número de vidas salvas por pessoas que duplicam sua exposição solar pode ser 10 vezes superior ao número que desenvolve câncer de pele fatal pelo mesmo motivo. Este é o resultado que mostrou um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Investigação do Câncer, em Oslo, na Noruega.

A exposição à radiação ultravioleta do sol aumenta o risco de desenvolver câncer de pele, mas também aumenta a produção de vitamina D. A ligação entre a saúde óssea e a vitamina D é bem conhecida, e estudos recentes sugerem que o aumento de vitamina D pode fornecer proteção contra alguns tipos de câncer, diabetes e esclerose múltipla. A vitamina D é também conhecida por favorecer o bom funcionamento do sistema imunológico.

“O risco de câncer de pele está aí, mas os benefícios para a saúde adquiridos por meio da exposição solar são muito maiores do que os malefícios”, diz a Dra. Daniela Jobst, nutricionista clínica funcional. “O que sugiro é que a exposição ao sol se dê de forma comedida para que o corpo tenha as vantagens da produção de vitamina D, sem colocar em risco a pele”.

A deficiência de vitamina D é um problema para pessoa que vivem em locais onde o sol é mais fraco, especialmente durante o inverno. Pesquisadores calculam que, em resposta à mesma quantidade de tempo passado ao ar livre, australianos produzem 3,4 vezes mais vitamina D do que as pessoas que vivem na Grã-Bretanha e 4,8 vezes mais do que as pessoas que vivem na Escandinávia.

De acordo com o estudo citado, se a população em geral da Noruega dobrasse a quantidade de tempo ao sol, aproximadamente 300 pessoas morreriam por ano de câncer de pele, representando o dobro do atual número de vítimas. Por outro lado, haveria menos 3000 mortes por outros tipos de câncer, evitados pela presença de vitamina D produzida pela exposição ao sol.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com
Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline