Proteína para os seus músculos

segunda-feira, janeiro 5th, 2009

Imagem SXC

mulher-com-pesos

Após as festas de fim de ano, agora é a vez de enfrentar a dura realidade e encarar a balança.

Todos sabem que exercícios aeróbios são os melhores para perda de peso e se você quiser adquirir massa muscular uma das melhores opções é a musculação.

Aumentar a massa muscular pode ser uma grande ajuda para a perda de peso, pois quando você tem mais massa muscular o seu metabolismo fica mais rápido e você pode se dar ao luxo de comer mais calorias, infelizmente isto não quer dizer que você pode comer aquele segundo pedaço de bolo ou sorvete.

A alimentação é muito importante para que você possa desenvolver os músculos, pois ao fazer exercícios os seus músculos sofrem micro cortes que são reparados pelo próprio corpo.

Os amino-ácidos que estão presentes nas proteínas são as substancias que o seu corpo precisa para curar estes micro cortes. Uma dica que pode ajudar ao seu corpo a se recuperar mais rápido é de ingerir proteínas após os exercícios físicos. (15 minutos a 2 horas)

Existem muitas opções de alimentos ricos em proteínas como: iogurte, queijo, nozes, etc. Outras opções pode ser os shakes ou barras de proteína.

Abaixo segue uma tabela com a quantidade de proteína que você precisa ingerir diariamente.

tabela-proteina

Fonte: Fitsugar

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Chá vermelho, o poderoso da família Camellia Sinensis

quinta-feira, dezembro 18th, 2008

Imagem Wikimedia Commons

red_tea_with_silver_tea_bag_in_cup-web

O chá vermelho também é conhecido como o devorador de gorduras. A bebida é uma variação do chá verde e branco, pois também é extraído da erva camellia sinensis.

A diferença entre eles é que o processo de maturação do chá vermelho demora cerca de 60 anos. As folhas são comprimidas e armazenadas em barris, em condições especiais e durante o processo, a erva ganha cor de terra avermelhada com sabor terroso, porém sem amargor.

Os benefícios deste chá, também conhecido como Pu-erh, vão muito além das já conhecidas propriedades adelgaçantes e purificantes. A bebida acelera o metabolismo do fígado, é depurativo, desintoxicante, antidepressivo e ainda facilita a digestão.

O chá vermelho também é rico em vitamina C, sais minerais, antioxidantes, e reduz o colesterol ruim, e por acelerar o metabolismo, queima calorias e medidas.

O consumo recomendado é de no mínimo quatro xícaras por dia, “porém deve-se evitar o consumo a noite, por conter cafeína”, recomenda Dra. Daniela Jobst, Nutricionista Clínica funcional. Outro cuidado – “é contra indicados para pessoas com gastrite, arritmia cardíaca e gestantes”, complementa Daniela.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

O poder das frutas antioxidantes

quarta-feira, dezembro 10th, 2008

Imagem SXC

o-poder-das-frutas-antioxidantes

O verão se aproxima e manter-se hidratado e alimentar-se de forma saudável são as melhores maneiras para enfrentar o calor e, além disso, manter-se com saúde. As frutas antioxidantes são ótimas aliadas, pois fornecem nutrientes necessários ao organismo e auxiliam na prevenção de doenças.

As substâncias antioxidantes previnem a oxidação de outros elementos químicos e podem paralisar a ação dos radicais livres no organismo, antes que esses danifiquem moléculas importantes do corpo, gerando possíveis doenças e desconfortos.

Esses alimentos são excelentes na prevenção de cânceres, doenças respiratórias e cardiovasculares. Conheça abaixo algumas frutas que, além de grande poder antioxidante, trazem outros benefícios à saúde:

Framboesa

Muito utilizada na fabricação de doces, bolos e tortas, é rica em sais minerais (ferro, fósforo e cálcio), vitaminas A, C, B1 (tiamina), B5 (niacina) e em fibras. A framboesa auxilia no equilíbrio da pressão arterial, previne cânceres e é indicada também para prisão de ventre, reumatismo e outras doenças, principalmente as que afetam fígado e rins.

Açaí

Fruta característica da Região Norte do Brasil e muito consumida “na tigela”, o açaí também pode ser saboreado em sucos, doces, sorvetes, geléias. É rico em proteínas, fibras, lipídios, fósforo, ferro e cálcio, vitaminas C, B1 e B2. Além de ser excelente para repor as energias, o açaí auxilia no trânsito intestinal, estimula a memória e protege a saúde ocular.

Blueberry (uva do monte)

Fruta que reduz o mau colesterol e, conseqüentemente os riscos de infartos e doenças do coração, ajuda na prevenção e tratamento de infecções do trato urinário e além de reduzir a taxa de açúcar no sangue. A blueberry é rica em magnésio, ferro, potássio, fósforo e vitaminas B2, B6 e C.

Cranberries

Excelente para manter o trato urinário saudável, ajudando na prevenção e tratamento de infecções urinárias, a fruta também auxilia na digestão e na diminuição dos níveis do mau colesterol no sangue.

Romã

Fruta típica nas festas de final de ano, a romã é excelente protetora contra doenças cardiovasculares e ajuda a reduzir os teores de colesterol. A fruta é uma das mais ricas em manganês e, além disso, tem em sua composição: proteínas, potássio, cálcio, magnésio, ferro e vitaminas B2, C e D.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.

www.nutrijobst.com

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Conheça 5 alimentos que ajudam na queima de gordura corporal de forma natural

quinta-feira, dezembro 4th, 2008

Imagem SXC

5-alimentos-que-ajudam-na-queima-de-gordura

Muita gente já conhece a nutrição funcional e a usa no seu dia-a-dia. Os alimentos considerados funcionais agem como remédios para alguns e veneno para outros, por isso a importância da análise com uma especialista antes.

Porém a nutricionista funcional Daniela Jobst separou cinco alimentos, praticamente sem contra indicação, que são verdadeiros “queimadores de gordura”. Veja abaixo como eles agem no seu organismo.

1 – Peras

“Lote sua fruteira de peras se quer perder peso”, é o que dizem estudos feitos na Universidade do Rio de Janeiro. No estudo, que foi publicado na revista Nutrition (EUA), mulheres que comeram três peras por dia, ingeriram menos que o total de calorias diárias permitidas, e perderam mais peso do que as que não comeram a fruta. Ricas em fibras, as peras ajudam a pessoa a sentir saciada, o que evita que a mesma coma demais nas refeições principais.

Como comer?

Uma pêra antes da refeição ajuda a amenizar a “fome de leão”, porém deixe a casca! A maior parte da fibra esta lá!

2 – Grapefruit ou Toranja

De acordo com pesquisadores da Scripps Clinic, na Califórnia, EUA a ingestão de meia toranja antes de cada refeição pode lhe ajudar a perder peso – até um quilo por semana- mesmo se você não mudar mais nada em sua dieta. Os autores do estudo dizem que um composto da fruta ajuda a regular a insulina, hormônio que armazena gordura.

Como comer?

Casca e polpa. Cortadas em pedaços, as adicione à salada de espinafres. É também bom acompanhamento para camarão ou simplesmente descascadas, cortadas em tiras.

3 – Amêndoas

Comer um punhado de amêndoas por dia, juntamente com uma dieta saudável, poderá ajudá-lo a secar gordura, sugere pesquisa publicada no International Journal of Obesity, EUA. Uma dieta-estudo pediu aos participantes que ingerissem amêndoas diariamente durante seis meses. O resultado: perderam 18% da sua gordura corporal. Os que seguiram uma dieta com a mesma quantidade de calorias e de proteínas, mas sem amêndoas, e com carboidratos complexos (como bolachas de trigo) perderam apenas 11%.

Como comer?

Ótimas para deixar na sua mesa para pequenos lanches ou picadas e adicionadas à iogurtes e/ou vitaminados.

4 – Chocolate

Quem resiste a um bom chocolate? O chocolate amargo – e outros alimentos ricos em antioxidantes – podem ajudar a evitar a acumulação de gordura nas células do corpo, precursor para doenças cardíacas e obesidade, segundo a nova pesquisa de Taiwan, publicada no Journal of Agriculture and Food Chemistry.

Como comer?

Derreta meia barra de chocolate escuro no microondas por 30 segundos e espalhe em frutas de sua preferência.

5 – Feijão branco

Eles são carregados de amido resistente, um poderoso queimador de gordura (meia xícara tem quase 10 gramas de amido resistente). Se você comer feijão branco com outros alimentos ricos em amido resistente, na mesma refeição, você pode queimar 25% mais gordura do que de outra forma, segundo pesquisadores da Universidade do Colorado, EUA.

Como comer?

Em saladas: com cebola, alho e azeite. Adicione duas latas de feijão escorrido, misture e sirva.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

A pirâmide alimentar

terça-feira, novembro 18th, 2008

popup_piramide

A pirâmide alimentar nada mais é do que um guia de alimentação gráfico do que as suas refeições diárias devem conter. Os guias alimentares foram concebidos na década de 70.

O formato de pirâmide foi concebido pelo departamento de agricultura dos EUA em 1992. Devemos entender que diferentes culturas tem hábitos alimentares diferentes, por exemplo a comida japonesa onde é composta por muitos peixes é totalmente diferente da cultura alimentar do gaúcho onde a carne vermelha é predominante.

Por estas diferenças é que um grupo de pesquisadores da USP adaptaram a pirâmide alimentar americana para os hábitos alimentares brasileiros. Uma das mudanças foram no número de grupos, na americana encontramos 6, enquanto na brasileira existem 8. Os grupos criados foram os grupos das leguminosas e outro foi criado através da separação dos açucares do grupo dos óleos.

Para uma melhor visualização aqui vai uma tabela dos grupos alimentares com o número de porções diárias e com o valor calórico de cada porção:

Grupo Alimentar

Porções diárias

Valor calórico de uma porção (calorias)

Cereais, pães, tubérculos, raízes

5 a 9

150

Hortaliças

4 a 5

15

Frutas

3 a 5

35

Leite e derivados

3

120

Carnes e ovos

1 a 2

190

Leguminosas

1

55

Óleos e gorduras

1 a 2

73

Açúcares e doces

1 a 2

110

Aqui vai uma outra tabela com os principais alimentos de cada grupo junto com a quantidade que representa cada porção:

Grupo dos cereais, pães, tubérculos, raízes
Alimento Quantidade
Arroz cozido (branco ou integral) 4 colheres (sopa)
Batata cozida 1 1/2 unidade
Bolacha água e sal ou ao leite 5 unidades
Bolacha tipo maisena 5 unidades
Bolacha tipo maisena 7 unidades
Bolacha recheada 2 unidades
Bolacha waffer 3 unidades
Cereal matinal sucrilhos 1 xícara (chá)
Macarrão cozido 3 1/2 colheres (sopa)
Mandioca cozida 3 colheres (sopa)
Pão de forma 2 fatias
Pão francês 1 unidade
Purê de batata 2 colheres de servir
Torrada 4 unidades
Grupo das hortaliças
Alimento Quantidade
Abobrinha cozida 3 colheres (sopa)
Acelga crua picada 9 colheres (sopa)
Agrião 22 ramos
Alface 15 folhas
Berinjela cozida 2 colheres (sopa)
Beterraba 2 colheres (sopa)
Brócolis cozido 4 1/2 colheres (sopa)
Cenoura crua 4 colheres (sopa)
Chuchu cozido 2 1/2 colheres (sopa)
Couve-flor cozida 3 ramos
Couve manteiga cozida 1 colher de servir
Pepino picado 4 colheres (sopa)
Pimentão cru picado 3 colheres (sopa)
Repolho cozido 5 colheres (sopa)
Tomate 4 fatias
Vagem 2 colheres (sopa)
Grupo das frutas
Alimento Quantidade
Abacaxi ½ fatia
Ameixa vermelha 2 unidades
Banana prata 1/2 unidade
Damasco seco 9 unidades
Goiaba 1/4 unidade
Laranja pêra 1 unidade
Maçã 1/2 unidade
Mamão papaya 1/3 unidade
Manga bordon 1/2 unidade
Melancia e melão 1 fatia
Pêra 1/2 unidade
Pêssego 3/4 unidade
va comum 11 bagos
Grupo do leite e derivados
Alimento Quantidade
Cream cheese 2 1/2 colheres (sopa)
Iogurte integral natural 1 copo
Leite em pó integral 2 colheres (sopa)
Leite semi desnatado 1 copo (requeijão)
Queijo de minas 1 1/2 fatia
Queijo mussarela 3 fatias
Queijo parmesão ralado 3 colheres (sopa)
Queijo petit suisse 2 potes
Queijo prato 2 fatias
Requeijão 1 1/2 colher (sopa)
Ricota 2 fatias
Grupo das carnes e ovos
Alimento Quantidade
Bife grelhado 1 unidade
Carne cozida 1 fatia
Carne de peru tipo blanquet 15 fatias
Carne moída refogada 5 colheres (sopa)
Filé de peito de frango grelhado 1 unidade
Lingüiça de porco cozida 1 gomo
Merluza cozida 2 filés
Ovo mexido 1 unidade
Lombo assado 1 fatia
Salsicha 1 1/2
Grupo das leguminosas
Alimento Quantidade
Feijão cozido 1 concha
Grão de bico cozido 1 1/2 colher (sopa)
Lentilha cozida 2 colheres (sopa)
Soja cozida 1 colher de servir
Grupo dos óleos e gorduras
Alimento Quantidade
Azeite de oliva 1 colher (sopa)
Bacon 1/2 fatia
Manteiga 1/2 colher (sopa)
Margarina 1/2 colher (sopa)
Margarina light 1 colher (sopa)
Óleo vegetal (girassol, milho, soja, canola) 1 colher (sopa)
Grupo dos açúcares e doces
Alimento Quantidade
Açúcar mascavo 1 colher (sopa)
Açúcar refinado 1 colher (sopa)
Glucose de milho (Karo) 2 colheres (sopa)
Mel 2 1/2 colheres (sopa)

Vale destacar que a pirâmide alimentar é sobre como manter uma alimentação saudável e não para perder ou ganhar peso. Se o seu objetivo é perder peso você pode deixar de consumir os grupos dos óleos e açucares, porém é recomendável consumir a quantidade mínima de cada grupo.

Seguindo estas recomendações você não vai perder peso da maneira mais rápida possível, porém acreditamos que perderá de uma maneira bem saudável. Nós do Blog da Dieta recomendamos que se você quiser começar qualquer tipo de dieta sempre procure uma avaliação médica e de um nutricionista.

Fontes: Wikipédia, CyberDiet, minhavida

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline