Vício por comida gordurosa ou doces é igual ao vício por cocaína

segunda-feira, março 29th, 2010

QUADBigHoje encontrei está matéria na BBC Brasil e me chamou muita a atenção. Uma pesquisa publicada nesta semana, mostra que o vício em comidas gordurosas e doces é tão difícil de combater quanto o vício em drogas pesadas como por exemplo a cocaína.

Os teste com camundongos mostraram que as regiões do cérebro que lidam com o prazer, vão se deteriorando gradualmente com o aumento de consumo destes produtos, ou seja, quanto mais doces e/ou comidas gordurosas você come, cada vez mais você vai precisar de uma quantidade maior destes produtos para sentir prazer.

Isso para mim, vem esclarecer em muito as minhas ações em relação aos doces, quantas vezes você não ouviu alguém dizer ou até você mesmo disse que enfiou o pé na jaca? Faça uma analise, quando você mete o pé na jaca, você come até se sentir satisfeito e diz como a música do Roberto Carlos: e que tudo mais vá para o inferno, não é mesmo?

Então, qual diferença deste tipo de comportamento onde você se entope de comida, para uma pessoa que se entope de drogas? Perceba que nos dois casos, as pessoas sabem que este tipo de comportamento são prejudiciais para a sua saúde, mas mesmo assim elas continuam a fazer pois cada vez mais necessitam destas substâncias para ter prazer e por isso agem de uma forma irracional.

Segundo o cientista Paul Kenny, que coordenou a pesquisa de três anos, uma dieta com alimentos gordurosos possui elementos que viciam.

“No estudo, os animais perderam completamente o controle sobre seu hábito de alimentação, o primeiro sinal de vício. Eles continuaram comendo demais mesmo quando antecipavam que receberiam choques elétricos, mostrando o quão estimulados eles estavam para consumir a comida.”

O cientista ainda relata que quando a dieta foi trocada por alimentos mais saudáveis, alguns deles se recusaram a comer e preferiram não se alimentar, o que mostra o quanto viciante são os alimentos gordurosos e os doces.

Tudo isto está relacionado a dopamina que é um neurotransmissor que está ligado ao prazer. Ao consumir uma alimentação gordurosa o seu cérebro fica inundado por dopamina, gerando uma sensação de prazer, porém com o passar do tempo, você vai precisar de cada vez mais quantidades de comida para sentir este prazer, por isso é que você acaba engordando.

Fonte: BBC Brasil

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Personal trainer que engordou 40kg está perto de voltar ao seu peso ideal

quinta-feira, março 25th, 2010

Foto: Tim Carrafa

paul-jamesVocês lembram do Paul James, o personal trainer que estava fazendo um experimento para entender quais são as dificuldades que seus clientes passam quando tentam perder peso? Quem não lembra é só clicar aqui.

Bom, depois de passar 5 meses sem fazer exercícios e comendo só junk food, ele engordou 40kg! Isso mostra que uma pessoa que sempre esteve em boa forma, pode engordar, portanto esta desculpa de culparmos só a nossa genética não cola mais.

Ele voltou a fazer exercícios no dia 1º de julho de 2009, e em dezembro já tinha quase voltado ao seu peso ideal, porém segundo Paul, não foi um caminho fácil.

Segundo James: “Eu fiquei um pouco preocupado no começo. Eu pensei que tinha ido longe demais e eu ficaria acima do peso por toda minha vida.” Isto foi por causa dos 3 primeiros meses, em que ele estava fazendo tudo certo mas praticamente não conseguia perder peso.

Outro problema que ele enfrentou foi de mudar o hábito de comer junk food para uma comida mais saudável. Um fato interessante, foi que ele disse que antes gastava 80 dólares por semana para se alimentar, mas quando passou a comer junk food começou a gastar 300 dólares por semana!

Uma coisa que você tem que entender é que estes tipos de comidas industrializadas, estão cheias de gordura, sal ou açúcar. Por isso é que você fica viciado nestes tipos de comida e não é por que elas são saborosas, e para mudar os seus hábitos leva tempo.

No caso de James levou 6 semanas para ele se acostumar com o novo tipo de alimentação, isso porque ele já se alimentava assim. Agora, se você nunca se alimentou de uma maneira saudável, com certeza vai levar muito mais tempo.

Muitos acham que é loucura, outros acham que é sensacionalismo, mas não podemos negar que quando você passa pela mesma situação que outras pessoas estão passando, você começa a entender melhor estes problemas. Porque uma coisa é uma pessoa obesa te dizer quais são as dificuldades de fazer exercícios, outra coisa é você estar acima do peso e fazer exercícios.

Não estou dizendo que todos treinadores devam fazer a mesma coisa, mas se ele fez pelo fato de tentar entender melhor os seus clientes e não para obter uma certa fama momentânea, eu acredito que a experiência por qual ele passou neste projeto pode beneficiar a sua carreira, pois com certeza ele vai compreender melhor os seus clientes.

Fonte: Herald Sun

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Não existe uma fórmula única para emagrecer

quarta-feira, março 17th, 2010

Muito interessante esta matéria do Globo Repórter. Você pode constatar que os dois grupos entrevistados possuem diferentes métodos para ter uma alimentação saudável e balanceada.

Isso mostra que não existe uma única fórmula para você atingir o seu objetivo.

O que mais me chamou atenção, foi uma declaração de uma das participantes do grupo Gesto aos 8:28, que diz que foi muito difícil se adaptar a nova rotina.

E porque me chamou atenção esta declaração? Porque é verdade, não é fácil você mudar os seus hábitos alimentares, se fosse fácil nós não teríamos tantos obesos ou tantas pessoas que fracassam na tentativa de perder peso.

Eu não quero desanimar ninguém, mas eu acho importante todos saberem que quando vão começar um processo de reeducação alimentar, estarem conscientes que não vai ser um passeio no parque.

Para mais informações sobre os grupos:

Terrapia

GESTO (Grupo de Estudo e Tratamento dos Obesos) – Email: [email protected] (eu não achei um website para este grupo)

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Pequenas mudanças não fazem diferença para perder peso

quarta-feira, março 10th, 2010

Imagem Mateusz Atroszko

bolacha2Hoje eu li uma matéria muito interessante do New York Times que vai trazer uma ducha de água fria para muitas pessoas. Sabe aquela teoria que diz que se você fizer pequenas mudanças já vai ajudar na perda de peso? Como ao invés de comer 2 bolachas coma 1?

Na verdade, isto pode te ajudar a perder um pouco de peso, porém o seu corpo vai se acostumar com a nova quantidade de calorias ingeridas e por isso você vai estabilizar e não perderá mais peso por causa daquela bolacha não ingerida.

Um dos grandes problemas desta teoria é que você inconscientemente, pode estar compensando as calorias desta bolacha com aquele prato de macarrão, ou com aquela segunda ou terceira colherada de arroz.

Temos que deixar de vez aquela teoria de fazer o mínimo esforço possível para perder peso, não é a toa que muitas pessoas fracassam na tentativa de emagrecer, pois a grande maioria ainda acredita que é possível perder peso facilmente.

Temos que tomar consciência de que para emagrecer, precisamos ter uma grande mudança no nosso estilo de vida e hábitos alimentares, sem isso dificilmente conseguiremos atingir os nossos objetivos.

Se você ainda não acredita nisto, vamos utilizar um exemplo. Uma pessoa quer ficar rica e vai começar a economizar 1 real por dia. Um ano tem 365 dias e a expectativa de vida do brasileiro é de 72,4 anos, então, se você fizer as contas esta pessoa no final da sua vida vai ter economizado R$ 26.426,00.

Portanto, podemos perceber que esta quantia mal daria para comprar um carro popular zero, isso sem contar a inflação que vai ocorrer neste período.

É lógico que não podemos comparar a perda de peso de uma pessoa com a economia, mas o que eu queria mostrar é que se você quer ficar rico ou se você quer perder peso, você vai precisar fazer um esforço muito maior do que simplesmente economizar 1 real por dia ou de apenas deixar de comer aquela bolachinha a mais no lanche.

Fonte: NYT [Inglês]

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Quer ficar sarada? Veja estes exemplos…

terça-feira, março 2nd, 2010


Eu achei super legal esta matéria da revista Época, pois mostra que é possível você ter o corpo que deseja, mas é importante também salientar que para estas mulheres conseguirem chegar até aqui, levou tempo e muito esforço.

Eu não quero desanimar ninguém, mas nós temos que parar com a ideia de que é fácil perder peso e conseguir um corpo sarado como a maioria das propagandas que nós vemos por ai.

É verdade que o foco da matéria é sobre a beleza do corpo feminino, debatendo se é bonito ou não as mulheres exibirem músculos bem definidos. Eu gosto, não vejo nada demais, mas na minha opinião eu acredito que o mais importante é se a mulher se sente bem com mais músculos “do que o normal”, o problema é dela e eu acho que ela não deve se importar com que os outros vão dizer, afinal de contas é o seu corpo.

Porém nas entrelinhas você pode perceber o quanto é que estas mulheres se esforçaram para conseguir chegar no seu objetivo, vejam estes exemplos abaixo:

Clique aqui para ver a matéria completa, vale a pena.

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline