Seria a barriga de chopp um mito?

terça-feira, outubro 28th, 2008

Dr. Martin Bobak da University College de Londres e seus colegas do Institute of Clinical and Experimental Medicine em Praga fizeram uma pesquisa com 891 homens e 1098 mulheres com idades entre 25 e 64 anos para averiguar se existia uma ligação entre o ganho de peso, ou seja, barriga com a consumação de cerveja.

O checos são conhecidos mundialmente por serem o povo que consome mais cerveja no mundo. Os homens avaliados pela pesquisa consumiram em média 3,1 litros de cerveja por semana e as mulheres bebendo em média 0,3 litros por semana.

Os médicos mediram o peso, a relação cintura/quadril e o índice de massa corporal de cada participante, no final dos testes os cientistas não encontraram nenhuma ligação entre a obesidade e o consumo de cerveja.

Agora você pode tomar a sua cervejinha sem culpa, porém aqueles famosos acompanhamentos tipo:

batatinha frita
torresmo
mandioca frita
linguiça
salgadinhos
amendoim

Não foram analisados na pesquisa por isso vai o aviso de consumi-los com muita moderação.

Fonte: BBC

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Maus hábitos alimentares durante a gestação podem passar de mãe para filho

segunda-feira, setembro 29th, 2008

Um estudo muito interessante publicado no British Journal of Nutrition revelou que os hábitos alimentares podem ser passados de mãe para os filhos durante a gestação dos bebês.

O estudo foi feito com 2 grupos de ratazanas durante o período de gestação, um grupo foi exposto a alimentos pouco saudáveis como bolacha, batatinha frita e doces. O outro grupo só teve acesso a uma ração balanceada.

Segundo os pesquisadores:

Os ratos que tiveram acesso a junk food comeram mais, de maneira geral.

Seus filhotes demonstraram diferenças claras de comportamento em relação aos filhotes dos ratos que receberam ração.

as “substâncias químicas do prazer” liberadas pela mãe quando comia alimentos gordurosos pode ter afetado o desenvolvimento do cérebro do feto.

Através dos resultados deste estudo o pesquisador chefe fez algumas críticas ao governo britânico em relação a política de reeducação alimentar em seu país, Neil Stickland disse:

“o governo está tentando encorajar hábitos saudáveis de alimentação nas escolas, mas isto demonstra que nós precisamos começar isso durante o período fetal e de amamentação”.

“Futuras mães deveriam estar cientes de que gravidez e lactação não são o momento para exagerar em alimentos gordurosos ou adocicados, achando que estão ‘comendo por dois’.”

Nós já sabemos que os hábitos quando adquiridos desde criança tendem a perdurar pela vida inteira e é por isso que muitas pessoas falham em suas tentativas para perder peso, pois lutam com hábitos que estão enraizados em seu estilo de vida.

Eu posso utilizar o meu caso como exemplo, minha mãe adora doces e provavelmente consumiu muitos durante a gravidez e talvez ai tenha uma explicação do porque eu tenha uma tendência a consumir estes tipos de alimentos ao invés de procurar produtos saudáveis como primeira opção.

Fonte: BBC Brasil

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Caminhar 3 vezes por semana melhora o condicionamento físico.

sexta-feira, setembro 26th, 2008

Imagem SXC

Especialistas em saúde de uma forma geral concordam que caminhar por meia hora, cinco vezes por semana, é o mínimo necessário para que haja benefícios para a saúde.

Mas segundo um novo estudo publicado na revista científica Journal of Epidemiology and Community Health, caminhar apenas três vezes por semana já é benéfico.

Os responsáveis pelo estudo, cientistas da Queen’s University, em Belfast, na Irlanda do Norte, disseram que a descoberta pode encorajar pessoas com estilos de vida sedentários a começar a fazer exercícios gradualmente.

Pressão Sangüínea

Participaram do estudo 106 funcionários públicos saudáveis, porém com estilos de vida sedentários, com idades entre 40 e 61 anos. Destes, 93 concluíram o programa.

Os voluntários foram monitorados durante 12 semanas. Nesse período, alguns receberam instruções de fazer 30 minutos de caminhadas vigorosas, cinco vezes por semana.

Um outro grupo caminhou apenas três vezes por semana e o resto dos participantes não mudou seu estilo de vida.

Todos tiveram seu peso, pressão sangüínea, diâmetro do quadril e outros indicadores de saúde medidos antes e depois do estudo.

Não houve mudanças no grupo que não fez caminhadas, mas nos dois outros grupos houve uma queda sensível na pressão sangüínea e no diâmetro do quadril.

Segundo especialistas, isso diminui os riscos de ataques cardíacos e derrames.

Os grupos que fizeram caminhadas também apresentaram melhoria no condicionamento físico geral.

Os pesquisadores envolvidos no estudo disseram que tais mudanças já são suficientes para fazer diferença nos riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares pelos indivíduos.

Nota do Blog

Eu também sou uma prova de que você pode melhorar o seu condicionamento e consequentemente a sua saúde apenas caminhando. Infelizmente agora eu estou inativo pois tive um estiramento na perna esquerda, mas quando estava ativo caminhava todos os dias entre 60 a 90 minutos e consegui perder 5 kg.

O problema é que muitas pessoas não tem paciência para manter uma rotina e conseguir uma perda de peso constante. Todos querem resultados rápidos por isso optam por exercícios mais puxados porém muitos não conseguem manter o ritmo e desistem depois de 1,2 ou 3 meses.

Se você não tem muito tempo livre ou dinheiro para gastar em uma academia, tente caminhar e você vera que os resultados aparecerão mais rápidos do que você imagina.

Fonte: BBC Brasil

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Ácido fólico reduz risco de Mal de Alzheimer, afirma estudo

terça-feira, setembro 23rd, 2008

Imagens SXC


Substância é encontrada na banana, na laranja e em verduras como o brócolis.

O ácido fólico, substância encontrada na banana, na laranja e em verduras de folhas verdes, como o brócolis, pode diminuir pela metade o risco de uma pessoa desenvolver o Mal de Alzheimer, indica estudo feito nos Estados Unidos.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia analisaram dados sobre as dietas de 579 voluntários com 60 anos de idade ou mais, não afetados por demência, entre 1984 e 1991.

Os voluntários foram observados durante até 14 anos. No curso da pesquisa, 57 dos participantes do estudo desenvolveram a enfermidade.

Dose recomendada

A dieta dos voluntários envolveu as vitaminas E, C, B6 e B12, carotenóides e folatos (grupo que inclui o ácido fólico).

Descobriu-se que aqueles que ingeriram a dose diária recomendada de 400 microgramas de folatos tiveram reduzido em 55% o risco de desenvolver o Mal de Alzheimer, em comparação com os que consumiram abaixo daquela quantidade.

Segundo Maria Corrada, uma das responsáveis pela pesquisa, embora os folatos pareçam ser mais benéficos que outros nutrientes, dietas saudáveis em geral podem limitar o risco do Mal de Alzheimer.

Anteriormente, cientistas haviam provado que os folatos diminuem os riscos de defeitos de nascimento. Estudos sugerem que eles também previnem doenças cardíacas e derrames.

Limitações

Uma das limitações do estudo americano, de acordo com os pesquisadores, é a falta de diversidade na educação e origem étnica dos voluntários, que eram principalmente brancos e com formação educacional avançada.

Portanto, dizem, os resultados não podem ser generalizados a outras populações.

O estudo americano reforça indicações anteriores de que os folatos reduzem os riscos do Alzheimer?, afirmou Suasanne Sorensen, chefe de pesquisa da Sociedade de Alzheimer da Grã-Bretanha.

Na Grã-Bretanha, estima-se que em média cada pessoa consome diariamente por volta de 200 microgramas de ácido fólico, metade da quantidade recomendada.

Nota do Blog

Mais um estudo comprovando que se alimentar com produtos naturais e frescos é muito melhor para a sua saúde do que utilizar produtos industrializados.

O que me preocupa no Brasil é a grande industrialização dos alimentos em geral, fico impressionado com a quantidade de frutas e verduras que vem cortados pela metade e pré-embalados.

Também esta cada vez mais difícil de encontrar produtos que vem da região do seu estado, principalmente em supermercados onde a tendência é cada vez mais se tornar um lugar de produtos enlatados e congelados.

Fonte: ABN

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Mulher, se você quiser ficar magra, fique solteira

segunda-feira, setembro 22nd, 2008

Segundo um estudo as mulheres tendem a adotar hábitos alimentares do parceiro

As mulheres engordam e comem de forma menos saudável quando moram com seus parceiros, segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Newcastle, no norte da Inglaterra.

Por outro lado, os homens tendem a adotar hábitos mais saudáveis quando moram com suas parceiras.

Os pesquisadores analisaram sete trabalhos sobre o tema e concluíram que a mudança ocorre porque um parceiro tenta agradar ao outro.

Os estudos analisaram hábitos alimentares de milhares de pessoas, casadas ou vivendo juntas, em várias partes do mundo, e revelaram o mesmo padrão de comportamento.

Os homens passaram a ter uma dieta mais leve, com mais frutas e legumes, enquanto as mulheres passaram a comer mais pratos ricos em gordura e proteína animal.

Mais carne

Nos Estados Unidos, um estudo com 20 casais revelou que os homens passaram a comer menos carne e as mulheres, mais.

Outro estudo feito nos Estados Unidos, este com 9.043 adultos, mostrou que o casamento produziu um aumento de peso nas mulheres.

A separação e a saída de casa, no entanto, está associada à perda de peso na mulher.

Os autores desse estudo sugerem que o aumento de peso esteja associado a hábitos alimentares mais estruturados e à falta de tempo para exercícios no casamento.

Na Austrália, uma pesquisa com 3 mil pessoas revelou que os homens parecem preferir dietas com mais gordura e mais açúcar, enquanto as mulheres preferem alimentos mais saudáveis.

Amelia Lake, autora do estudo australiano, também pesquisou mudanças nas dietas de 198 pessoas com idades entre 11 e 30 anos.

“Uma proporção significativa de mulheres vê a influência dos parceiros na sua dieta de forma negativa, enquanto os homens dizem que a influência das parceiras é positiva”, explicou Lake.

“Se um parceiro está sempre querendo comida para viagem e o outro insiste na salada, pode haver problemas, e obviamente vai ser preciso um acordo”, acrescentou.

Lake diz, no entanto, que os casais deveriam ver a mudança no estilo de vida como uma oportunidade para melhorar.

A médica Frankie Phillips, da British Dietetic Association, oferece o seguinte conselho às mulheres com dificuldade de manter o peso após irem morar com os parceiros: é importante prestar atenção no tamanho das porções.

“Em média, os homens precisam de mais energia do que as mulheres, portanto, comer porções iguais pode significar que as mulheres estão comendo demais”, diz Phillips.

Nota do Blog

Não é surpresa para ninguém que os homens comem pior (em relação a comidas saudáveis) do que as mulheres.  Tanto é, pois há mais homens obesos do que mulheres e acredito que seja assim pois as mulheres se policiam mais do que os homens em relação ao físico.

Nota-se que os homens se beneficiam quando estão morando junto com uma mulher, se beneficiando com uma comida mais saudável, porém o estudo não diz que perdem peso e acredito que não percam mesmo pois quantas pessoas você conhece que após se juntar ganhou peso?  Muitas, e devem ser maioria eu aposto.

Grande parte deste problema se deve ao fato que ficar em forma para muitas pessoas é relacionado a conquistar um parceiro ou parceira, e não pela saúde.  Acredito que esta forma de pensar é que devemos combater, pois quando pensamos assim, perder peso se torna uma coisa secundaria e não uma prioridade.

Fonte:  BBC Brasil

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline