Tag Archive for ‘abdômen’

Cirurgia plástica no abdômen para ter uma barriga tanquinho

cirurgia-plastica-abdomen-barriga-tanquinho

Até onde, certas pessoas vão para ter um barriga tanquinho? Até que ponto vamos chegar com as cirurgias plásticas? Será que isto é necessário?  Uma coisa é você tirar o excesso de pele por ter perdido uma grande quantidade de gordura, acho que isso é até um prêmio para quem conseguiu lutar contra o excesso de peso e conseguiu vencer a batalha. Agora, fazer uma cirurgia plástica para ficar com uma barriga tanquinho eu acredito que já é demais.  Uma coisa eu vou te falar, eu não colocarias estas placas na minha barriga de jeito nenhum!

Exercícios para pernas, glúteos e abdômen

O personal training Rafael de Aguiar passa uma série de exercícios de isometria. O que particularmente me atrai neste tipo de exercício é que você não precisa de nenhum aparelho, por isso ninguém tem a desculpa de que não pode fazer por não ter dinheiro para comprar este ou aquele aparelho.

Outra coisa é que os exercícios isométricos não precisão de muito tempo, na verdade são só segundos por isso a desculpa de falta de tempo também não cola, agora só depende de você.

Vale destacar que este tipo de exercício é MUITO DIFÍCIL por isso você não deve ficar desanimado por não ter conseguido uma boa performance, ok?

[vodpod id=ExternalVideo.849290&w=425&h=350&fv=]

Acumulação de gordura ao redor do seu abdômen pode dobrar as chances de uma morte prematura

beer-bellyDe acordo com uma nova pesquisa do “New England Journal of Medicine” feita com 350.000 pessoas na Europa, se você tiver uma barriga grande as suas chances de morrer prematuramente são dobradas. Mesmo se o seu BMI ou índice de massa corporal (IMC) estiver na faixa de peso saudável (18,5 – 24,9/ fonte abeso) você está correndo risco.

Este estudo indica o quanto é perigoso haver aquela gordura localizada na sua cintura. Para facilitar vamos colocar em números:

Um homem com uma cintura de 120 cm ou mais tem o dobro de chances de morrer prematuramente do que um outro homem com uma cintura menor do que 80 cm.
Para as mulheres, 100 cm de cintura indica que o seu risco é dobrado se comparado a outras com 65 cm ou menos.

    Outro fator alarmante é que a cada 5 cm que você acrescenta a sua circunferência isto acarretara um maior risco para a mortalidade em 17% para os homens e 13% para as mulheres.

    Segundo o professor Elio Riboli, “Embora estudos menores tenham sugerido uma ligação entre mortalidade e tamanho da cintura, fomos surpreendidos ao ver que o tamanho da cintura tenha esse efeito sobre a saúde das pessoas e a morte prematura. Nosso estudo mostra que a acumulação excessiva de gordura ao redor do seu abdômen pode colocar a sua saúde em risco mesmo que o seu peso seja considerado normal através do IMC.”

    A pesquisa não revela por que razão algumas pessoas têm uma cintura maior do que outras, mas os pesquisadores acreditam que a vida sedentária, má alimentação e predisposição genética são provavelmente fatores-chave.

    Outros fatos interessantes da pesquisa:

    • Números de participantes: 359,387
    • Números de países: 9
    • Idade média dos participantes quando a pesquisa começou: 51,5 anos
    • 65,4% eram mulheres
    • Tempo da pesquisa: 9,7 anos
    • 14,723 participantes morreram durante os estudos
    • A causa de maior incidência para a morte dos participantes que tinham um IMC alto foram de doenças cardiovasculares e câncer.
    • Para os participantes que tinham um IMC baixo foi de doenças respiratórias.

    Gostaria de conhecer o seu IMC? Clique aqui

    Fonte: EurekAlert

    Gostou deste post? Leia também:

    Seria a barriga de chopp um mito?

    Maus hábitos alimentares durante a gestação podem passar de mãe para filho

    Caminhar 3 vezes por semana melhora o condicionamento físico

    Ácido fólico reduz risco de Mal de Alzheimer, afirma estudo

    Mulher, se você quiser ficar magra, fique solteira

    Crianças da Inglaterra não reconhecem mais frutas e verduras

    Games ‘ativos’ ajudam contra a obesidade infantil, diz pesquisa

    Se gostou deste post, assine o nosso RSS Feed

    Ou receba o nosso Feed por Email