Tag Archive for ‘azeite’

Minha dieta – Jantar 15/08/2009

jantar-15-08-2009

Essa é uma receita de frango que eu e minha namorada fazemos de vez em quando.  O frango é ligeiramente empanado e temperado com sal, pimenta, salsinha e frito com uma pequena quantidade de azeite de oliva.

O molho é feito com mostarda, mel, vinagre de sidra e azeite de oliva. A salada foi temperada com azeite de oliva e vinagre balsâmico, e pra falar a verdade eu até repeti uns franguinhos. :D

Gostou deste post? Leia também:

Alimentação funcional combate câncer

Imagem greschoj

azeite-oliva

Pessoas que se alimentam conforme os fundamentos da nutrição funcional sentem os benefícios no seu dia-a-dia. Além de prevenir e cuidar de muitas doenças, os alimentos funcionais promovem bem-estar físico e mental para quem os ingere.

Dentre os vários aspectos positivos para a saúde, atualmente médicos já indicam alguns alimentos que, se ingeridos conforme indicado, podem* prevenir vários tipos de câncer em homens e mulheres.

Conheça alguns desses alimentos e como eles atuam no nosso organismo promovendo qualidade de vida:

– Azeite de oliva e câncer de mama
Os polifenóis contidos no azeite extra-virgem de oliva são responsáveis por programar a morte de células cancerígenas, diminuindo a expressão de genes pró-cancerígenos. Estes fitos químicos estão apenas presentes no azeite de oliva extra-virgem de primeira extração – a frio e sem químicas, a quantidade sugerida são de duas colheres de sobremesa ao dia.

– Brócolis e câncer de mama
Estudos mostram que o componente sulforofano inibe a proliferação de células tumorais de modo semelhante ao do taxol e vincristina – poderosos medicamentos anticancerígenos. Outros vegetais que podem também ser benéficos como o brócolis são o repolho e a couve-flor. O ideal é a ingestão de ½ xícara de chá ao dia.

– tomate e câncer de pulmão, útero, próstata e boca
Além de cargas de vitamina C, o tomate é uma das mais ricas fontes de licopeno flavonóide – o que lhes confere a sua cor vermelha – e que demonstrou defender o organismo contra o câncer de pulmão, útero, próstata e boca. Para que tenha esse efeito, é necessário o consumo de 3-4 rodelas de tomate por dia.

– espinafre e câncer de mama e pulmão.
Em vários estudos verificou-se que pessoas que incluem duas ou mais porções de espinafre por semana em sua nutrição têm consideravelmente mais baixas taxas de câncer de mama e pulmão.

– Alho e câncer
Os compostos de enxofre já demonstraram proteger contra o câncer, por neutralizar agentes cancerígenos e retardar o crescimento tumoral. Em estudo, investigadores descobriram que as mulheres que consomem alho pelo menos uma vez por semana, também têm uma incidência 32% menor de câncer de mama.

– Laranjas e câncer de pulmão e estômago
Já conhecidas por seu alto teor de vitamina C, pesquisas mostram que as laranjas também são ricas em muitos outros compostos anticancerígenos. Pesquisadores descobriram que as laranjas contêm mais de 170 fito químicos. Além disso, os compostos chamados limonóides – que dão aos frutos cítricos sabor ligeiramente amargo – são também altamente ativos contra o câncer. O consumo regular de laranjas (1 fruta ao dia, ou 1 copo de suco) está associado significativamente ao menor número de câncer de pulmão e estômago.

– Feijão
Todos os tipos de feijão são carregados com os inibidores da protease – compostos que tornam difícil para as células cancerígenas de invadir tecidos adjacentes. As lentilhas pertencem também à família de feijão, e são saborosas e fáceis de preparar.

– Soja e câncer de mama
As isoflavonas contidas na soja podem afetar o desenvolvimento do câncer de mama por competir com o estrogênio do corpo na ligação aos receptores de estrógeno. As isoflavonas também podem reduzir o risco do câncer de mama através do aumento do hormônio sexual vinculado a globulina, o que reduz níveis de estrógeno no sangue.

*cada organismo reage individualmente e o ideal é procurar um especialista em nutrição funcional para indicar o que funciona para o seu.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Gostou deste post? Leia também:

Receita: Jambalaya alternativa

jambalayaEsta é uma receita que eu peguei do blog Mark’s Daily Apple. Jambalaya é uma espécie de paelha típica de Nova Orleans que tradicionalmente é feito com arroz mas nesta receita o arroz é substituido por couve-flor.

Na receita do Mark ele coloca linguiça mas eu acretido que este ingridiente pode ser opcional, assim a receita fica mais light.

Ingredientes:

2 peitos de frango grandes, cortados em pedaços.
450g linguiça picante cortada em rodelas. (opcional)
1/4 xícara de azeite.
1 xícara de cebola picada.
1 pimentão picado.
2 dentes de alho picados.
400g de tomate picado.
1,5 xícara de caldo de galinha
1/2 colher de chá de tomilho.
1 colher de sopa de salsinha.
1 colher de chá de chili em pó
1 couve-flor grande
2 xícaras de camarão limpo.
Sal e pimenta a gosto

Preparo:

Em uma frigideira grande, aqueça o azeite e cozinhe levemente o frango (fogo médio).  Após dourar o frango, adicione a cebola, pimentão e cozinhe até a cebola ficar translúcida. Transfira os itens da frigideira em um pote. Acrescente na frigideira (vazia) tomate picado, caldo de galinha, tomilho, salsinha e o chili em pó. Deixe a mistura cozinhando por cerca de 20 minutos, descoberto, mexendo ocasionalmente. Coloque a couve-flor em um processador de alimentos e bata até ficar com a consistência de arroz. Adicione a couve-flor “arroz” à mistura e cozinhe por mais 15 minutos. Adicione o camarão e cozinhe por mais 5 minutos. Adicione sal e pimenta a gosto.  Sirva quente.

Fonte: Mark’s Daily Apple – Primal Jambalaya (receita original)

Blog Widget by LinkWithin

Gostou deste post? Leia também: