Tag Archive for ‘calorias’

Dicas para o verão

verao-coqueiroImagem Crystal Leigh Shearin

O verão chegou… passeios, viagens, férias. Mas, é importante cuidar da alimentação para ter disposição e muita energia para aproveitar o que o verão oferece. Para auxiliar nesse cuidado, segue algumas dicas:

É comum casos de desidratação nesta época do ano. Para evitar beba no mínimo 2 litros de líquido por dia. Faça uso da água de coco!

Use os alimentos ricos em betacaroteno como: manga, cenoura, laranja, mamão, pêssego, folhas verde-escuras, abóbora, etc. Além de terem grande quantidade de antioxidantes (retardam o envelhecimento e podem prevenir doenças), eles proporcionam à pele um bronzeamento bonito e duradouro;

Evite alimentos muitos calóricos: frituras, preparações feita com coco, empadas, coxinhas, sorvetes, chocolates, azeite de dendê.

Evite refrigerantes, mesmo diet; além de ser bebidas calóricas, contém excesso de sal, podendo levar a inchaços, celulites e formação de radicais livres (envelhecimento precoce). Faça uso de água de coco, suco de frutas e picolés de frutas.

Mexa-se. Aproveite o calor para fazer uma corrida, caminhadas, andar de bicicleta, passear com o cachorro, jogar vôlei com os amigos, etc.

Use sempre boné, protetor solar e óculos de sol com proteção contra os raios UVA, UVB e UVC. Exponha-se ao sol até às 10 horas ou após às 16 horas.

Aproveite e curta o verão. O que vale é descarregar a tensão acumulada no dia-a-dia e relaxar.

Divirtam-se!

Dra. Kilza Miranda - NutricionistaDra. Kilza Miranda é nutricionista formada pelo Centro Universitário do Leste de MG. 

Faz atendimento em consultórios em todo o Vale do Aço, em Minas Gerais.

É a responsável pelos blogs:

Dicas de Nutrição
Saúde e Receitas

Saiba quantas calorias tem os lanches e os produtos do Mc Donald’s

Eu não acho que as redes de fast food são uma boa opção para comer, mas dizer que eu nunca vou comer no Mc Donald’s é também uma mentira. Eu descobri esta tabela e achei que seria interessante disponibilizá-la aqui.

Assim toda vez que você tiver vontade de ir no Mc Donald’s, já tem uma ideia do que pedir para não estourar na sua dieta.

calorias-lanche-mcdonalds

Fonte: obesidade.med.br

Link love #1 – Links interessantes sobre saúde e dietas

link-love-1Imagem Robert Proksa

Diferentemente sobre os grandes sites e portais sobre saúde, o Blog da Dieta não tem o lucro como o principal foco.

O nosso objetivo principal é divulgar notícias interessantes que possam te ajudar na sua dieta e/ou saúde.

Por isso, toda sexta-feira eu decidi criar o link love, que vai tentar divulgar outras matérias com notícias interessantes de outros sites e blogs.

Os links seguem abaixo:

Pesquisadores acham pistas sobre o que faz as pessoas comerem mesmo depois de satisfeitas

Saiba como contornar aquela escapadinha na dieta

Saiba qual é a ingestão ideal de cada adoçante

Conheça um pouco mais sobre os benefícios dos exercícios

Teste o seu conhecimento sobre calorias

Se você tem um blog e escreveu alguma coisa que acha que seria interessante clique aqui e envie o link, no campo assunto escreva link love, assim fica mais fácil de selecionar. Vale destacar que a matéria deve ser original ou deve ser a sua opinião pessoal sobre algum tema relacionado a saúde. Caso você não tenha um blog mas quer contribuir, é só enviar um link de alguma matéria interessante que você achou na net.

Qual é o melhor tipo de dieta?

balança

Nos últimos anos muitas dietas foram criadas e proclamadas como sendo uma melhor do que as outras. Dieta do DNA, USP, sopa, pontos e etc.

Um estudo publicado no New England Journal of Medicine, aponta que na verdade não existe uma dieta melhor do que a outra e no final das contas, o que conta mesmo é o número de calorias que você esta consumindo.

Este estudo contou com 811 pessoas obesas que foram supervisionadas por 2 anos. Para este grupo, foram selecionadas 4 tipos de dieta onde o consumo de gordura, proteína e carboidrato foram controlados.

As dietas foram classificas de acordo com o consumo (baixo, médio e alto) de gordura e proteína:

  • Baixa gordura, proteína média: 20% de gordura, 15% de proteína, carboidrato 65%.
  • Baixa gordura, proteína alta: 20% de gordura, 25% de proteína, carboidrato 55%.
  • Alta gordura, proteína média de 40% de gordura, 15% de proteína, carboidrato 45%.
  • Alta gordura, proteína alta: 40% de gordura, 25% de proteína, carboidrato 35%.

Vale destacar que as dietas tinham alimentos similares e seguiam orientações de uma dieta saudável, ou seja, pobre em gordura saturada e colesterol e rica em fibras. Os participantes foram obrigados a frequentar sessões de aconselhamento em grupo e individual por dois anos, eles também receberam metas específicas para a sua ingestão calórica diária, e foram encorajados a fazerem exercícios (níveis moderados), como caminhada rápida, por ao menos 90 minutos por semana.

Quais foram os resultados?

Depois de seis meses, os participantes em geral perderam 6 kg em média. Isso foi cerca de 7% do seu peso inicial. Entretanto, a maioria começou a ganhar peso depois de doze meses. Ao final do estudo, depois de dois anos a perda média de peso foi de 4 kg, independentemente do teor de carboidrato, gordura ou proteína da sua dieta.

Curiosidades

  • A perda de peso do grupo que seguiu a dieta de 15% de proteína e de 25% de proteína foi semelhante.
  • A perda de peso do grupo que seguiu a dieta de 20% de gordura foi semelhante aos de 40% de gordura.
  • A perda de peso do grupo que seguiu a dieta de 65% de carboidratos foi semelhante à de 35% de carboidratos.
  • 14-15% dos participantes perderam pelo menos 10% do seu peso inicial durante os 2 anos.
  • Durante as sessões de aconselhamento as percepções de saciedade, fome e satisfação com a dieta foram semelhantes em todos os grupos.
  • Participação nas sessões de aconselhamento foi fortemente ligada à perda de peso.
  • Todas as dietas reduziram alguns fatores de risco, tais como a redução de triglicérides, colesterol (LDL), pressão arterial e aumento do colesterol HDL.
  • Em média os participantes reduziram suas cinturas entre 2,5 a 7,5 centimetros, até ao final do estudo.

Os resultados deste estudo indicam que se você seguir uma dieta de calorias reduzidas, a proporção de ingestão de gordura, proteína ou carboidrato parece ter pouca importância na perda de peso, desde que seja seguido algumas regras de uma dieta saudável como o baixo consumo de gordura saturada e colesterol e rica em fibras.

Outro resultado muito interessante deste estudo é que mostra como é difícil perder peso e manter o peso por um longo período. Todos participantes receberam aconselhamento e um programa nutricional, ainda assim conseguiram só perder em média 4 kg em dois anos.

Por isso, o mais importante é você seguir uma dieta na qual você possa se adequar o mais fácil possível, assim você terá maiores chances de obter sucesso e alcançar o seu objetivo.

Fonte: Diet Blog

Saiba quantas calorias você pode queimar durante 1 hora em algumas atividades

Se você não tem um daqueles relógios que medem batimentos cardíacos, é muito difícil saber quantas calorias você perde em um determinado exercício, por isso eu estou colocando esta tabela, assim você pode matar a sua curiosidade.

Vale destacar que as quantidades de calorias gastas podem mudar de acordo com a intensidade com que você faz o exercício.

Tabela de atividades
Atividade – 1 Hr. Peso e calorias queimadas
73 kg. 91 kg. 109 kg.
Aeróbica, de alto impacto 511 637 763
Aeróbica, de baixo impacto 365 455 545
Aeróbica, água 292 364 436
Jogo de basquete 584 728 872
Bicicleta, < 16 km/h 292 364 436
Boliche 219 273 327
Canoagem 256 319 382
Dança de salão 219 273 327
Golfe, carregando os tacos 329 410 491
Caminhadas 438 546 654
Correr, 8 km/h 584 728 872
Racquetball 511 637 763
Roller (patins in-line) 913 1,138 1,363
Pular corda 730 910 1,090
Remo, estacionário 511 637 763
Correr, 12 km/h 986 1,229 1,472
Escada (aparelho) 657 819 981
Natação 511 637 763
Tae kwon do 730 910 1,090
Tai chi 292 364 436
Tennis, simples 584 728 872
Volleyball 292 364 436
Caminhada, 2 km/h 183 228 273
Caminhada, 5,5 km/h 277 346 414
Musculação 219 273 327

Fonte: Mayo Clinic

Blog Widget by LinkWithin