Os benefícios da vitamina C

Wednesday, October 21st, 2009

laranjasImagem Dora Pete

Quem acha que a vitamina C só é útil na hora de prevenir resfriados, está muito enganado. Ela tem muitos mais benefícios para a nossa saúde e até beleza. A vitamina neutraliza os radicais livres, preservando dessa forma a firmeza, elasticidade e resistência da pele, o que ajuda também a prevenir o aparecimento de manchas e o anti-envelhecimento precoce.

Uma alimentação rica em vitamina C ajuda na absorção do cálcio e por consequência, fortalecimento dos ossos, e faz com que a cicatrização seja melhor, pois favorece a síntese do colágeno. A vitamina C é fácil de ser encontrada em alimentos do nosso dia-a-dia, como na laranja, brócolis, ervilha, tomate, couve, mamão, morango, entre outros.

O importante é conseguir balancear a alimentação de forma que se ingira em uma refeição todos os nutrientes necessários. Não é só a falta de vitaminas e minerais que podem prejudicar o organismo, o excesso também.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Minha dieta – Café da manhã 14/08/2009

Friday, August 14th, 2009

cafe-manha-14-08-2009

Eu decidi de colocar de vez em quando algumas fotos das minhas refeições, pois eu sei que muitas pessoas tem a curiosidade de saber o que as outras estão comendo quando estão fazendo dieta, além do mais se estiver dando certo, você pode até copiar.

Esta é a foto do meu café da manhã, um monte de frutas: morango, framboesa, blueberry (uva do monte) e nectarina. Tudo isso misturado com iogurte natural e com 2 colheres de maple sugar.

E uma xícara de cappuccino, chique né?

Aproveite os benefícios das frutas do Inverno

Wednesday, July 1st, 2009

Imagens Homero Chapa, Cuneight e Chris 27frutas-inverno-maca-morango-laranja

Estação conhecida por temperaturas baixas e pelo aumento do nosso apetite, é no inverno que costumamos comer mais, pois o organismo consome mais energia para funcionar, queimar calorias e manter a temperatura corporal.

É importante não perder o controle na hora de se alimentar, para que os quilinhos indesejados não apareçam. Para isso, além de deliciosas, as frutas são uma ótima pedida, pois fazem muito bem à saúde e comprá-las na época certa é uma boa opção para economizar dinheiro e desfrutar no sabor.

A nutricionista Daniela Jobst indica algumas das frutas da época e fala sobre seus benefícios, ressaltando a importância de ingerir pelo menos 04 frutas ao dia.

Maçã

A maçã tem um alto poder antioxidante, ajuda na prevenção do colesterol, é rica em fibras (solúveis), vitamina C e compostos fenólicos.

As fibras influem muito na redução do colesterol, pois elas ajudam a diminuir a quantidade deste no intestino delgado e a absorção dos lipídeos, já os compostos fenólicos atuam na inibição da oxidação da LDL-C e da agregação plaquetária, o que nos protege da arteriosclerose.

Além de prevenir o colesterol, uma dieta que contém maçã, pode reduzir os ricos de doenças pulmonares, cardíacas, asma, diabetes e o desenvolvimento de câncer, além de ajudar a perder peso. Como já dizia Hipócrates: “Faça do seu alimento seu medicamento”.

Uma opção é esquentar a maçã e comê-la com canela, além de delicioso, aproveitam-se também os benefícios da especiaria.

Morango

Além de ter um sabor e aroma agradáveis, o morango age como um potente vasodilatador, essencial para a saúde das artérias, que são excelentes para o sistema circulatório, evitam problemas cardíacos e inibem a formação de coágulos sanguíneos.

Além disso, é rico em licopeno, antioxidante importante na prevenção de câncer de próstata e em vitamina C, que estabiliza a estrutura do colágeno, pois tem função de estruturar a pele. Além disso, são fotoprotetores, ou seja, protegem a pele dos raios UVA e UVB. A vitamina C neutraliza os radicais livres, preservando dessa forma a firmeza, elasticidade e resistência da pele, o que ajuda também a prevenir o aparecimento de manchas e o antienvelhecimento precoce. Por ser uma fruta rica em fibra, ajuda no bom funcionamento do intestino

Uma ideia é fazer um fondue contemporâneo (calda espessa de chocolate amargo) e servir em temperatura branda. Dessa forma aliam-se as vantagens da fruta, com os muitos benefícios do chocolate amargo.

Laranja

A laranja também é rica em vitamina C, que atua como antioxidante e ajuda na síntese do colágeno da pele.

Ótima fonte de vitamina A, e alguns fitoquímicos chamados de bioflavonóides, é uma excelente fruta para alergias, retenção hídrica e ajuda muito nos processos inflamatórios.

Fonte de cálcio, fósforo, fibras, pectina e sais minerais, a laranja auxilia no fortalecimento da estrutura óssea, na absorção da glicose, no funcionamento intestinal, na redução do colesterol e na neutralização do ácido úrico.

Uma boa pedida é fazer um suco verde com a fruta, essa receita ajuda na desintoxicação do organismo. Basta bater em um liquidificador 1 cenoura grande, 2 dedinhos de raiz de gengibre, 1 pepino, 2 folhas de couve manteiga e 1 laranja lima.

O abacate, a banana e o caqui, muito consumidos no outono, também estão em alta nos próximos meses. Escolha seu quarteto favorito e abuse de saúde neste friozinho, afinal vitaminas, hidratação e fibras quase nunca são demais!

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Como amenizar a vontade de comer doces no inverno

Wednesday, May 13th, 2009

Imagem Juliet James

doces

O inverno está chegando, e a maioria das pessoas sente mais vontade de comer nesta época do ano, principalmente doces – maiores vilões para quem não quer engordar! Aqui vai algumas dicas de como podemos curtir o “doce friozinho” sem exagerar nas calorias.

Para quem não deixa o chocolate de lado, o amargo é uma excelente opção, pois é rico em flavonóides que têm poder antioxidante, ou seja, combatem os radicais livres – moléculas tóxicas que comprometem o bom funcionamento do organismo e impedem o depósito de placas gordurosas nas artérias, causadoras de infarto e derrame e polifenóis. Além disso, a ingestão de flavonóides se mostrou eficaz no combate à hipertensão, um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

Para quem gosta de frutas, a banana é uma ótima opção. Considerada uma das principais fontes de amido na dieta dos trópicos, é consumida normalmente cozida quando ainda verde. A análise da composição química comprova que a banana não é somente rica em carboidratos e energia, mas possui também elevadas proporções de minerais e vitaminas.

Aquecer a banana e adicionar canela é uma ótima combinação, pois a banana possui triptofano que é precursor do neurotransmissor serotonina, responsável pelo bem-estar e pela saciedade, e com o aquecimento a reação é potencializada.

Abaixo tem exemplos de dois fondues funcionais que pode aquecer as noites de inverno:

Fondue Contemporâneo
Calda espessa de chocolate amargo servido em temperatura branda com espetinhos de morango, manga e uva, geléia de pimenta ou gengibre.

Fondue Funcional Isento de Lactose e Glúten
Calda espessa a base de cacau puro, biomassa de banana verde não aclimatizada e leite de arroz com espetinhos de morango, manga e uva, geléia de pimenta ou gengibre.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Desmistificando as porções de frutas e verduras

Friday, April 3rd, 2009

Imagem SXC

frutas-e-verduras

A pirâmide alimentar brasileira recomenda que você consuma no mínimo oito porções de frutas e verduras (combinado). Porém muitas pessoas não tem ideia do quanto seja uma porção e ninguém vai ficar carregando copos de medida para todos os lados.

Por isso, vamos disponibilizar um pequeno guia para você poder identificar com mais precisão o que significa cada porção de verduras e frutas.

Quanto que é uma porção?

80G de frutas ou verduras
1 colher de sopa de frutas secas
150ML de suco

Exemplos de porções – Furtas

1 banana (tamanho médio)
1 Maçã (tamanho médio)
1 Pera (tamanho médio)
1 Laranja (tamanho médio)

2 Kiwis (pequenos)
2 Ameixas (pequenos)
2 Figos (pequenos)

7 Morangos

Exemplos de porções – Verduras

1 Tomate (tamanho médio)

3 Colheres cheias de:
Ervilha
Cenoura
Feijão

O que conta?

Frescos, congelados, secas e enlatados

Tudo conta, só preste atenção que no caso das frutas secas a quantidade é menor do que se você comer frutas frescas. Na minha opinião eu vou sempre preferir comer frutas e verduras frescas pois o sabor delas é sempre superior aos demais.

Sucos e Feijões

Estes só podem ser contados como 1 porção diária. A razão é que os sucos não contém a mesma quantidade de fibras que as frutas. O feijão apesar de conter bastante ferro, não contêm a mesma gama de nutrientes das outras frutas e verduras.

Batata e Milho

Apesar destes dois alimentos serem considerados como verduras, quando eu fiz uma dieta com uma nutricionista, eles eram considerados como carboidratos. Isto se deve pela quantidade de amido que ambos possuem.

Fonte: Adaptado de um post do dietblog

Blog Widget by LinkWithin
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline