Tag Archive for ‘mundo’

Brasil é o 3º maior consumidor de inibidores à base de anfetamina

Imagem SXC

O Brasil é o terceiro maior consumidor de remédios inibidores de apetite produzidos à base de anfetamina no mundo, segundo um relatório publicado no mês de setembro pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC).

De acordo com a UNODC, entre os biênios de 2000-02 e 2004-06, o consumo deste tipo de estimulantes do grupo anfetamínico (ATS) produzidos legalmente aumentou em 57% nas Américas – de 7 para 11 doses diárias por mil habitantes.

Segundo o relatório, o consumo desses estimulantes foi maior do que a média em países da América do Sul, da América Central e do Caribe. De acordo com o documento, isso seria resultado da disponibilidade e abuso desses produtos por fontes lícitas.

No Brasil, por exemplo, a anfetamina é a principal substância de diversos remédios para perda de peso e estimulantes, entre eles os conhecidos Anfetramona e Fenproporex, produzidos licitamente e vendidos até pela internet.

“Esse aumento representa um padrão preocupante que indica abuso no número de receitas, o que no passado já foi associado a um risco maior de abuso dos ATS”, diz o documento.

Segundo o documento, o consumo dos estimulantes à base de anfetaminas foi de dez doses diárias por mil habitantes em 2004-06.

Na Argentina – país que ocupa o primeiro lugar neste ranking, seguido pelos Estados Unidos – o consumo foi de 17 doses diárias por mil habitantes.

Nota do Blog

Eu sempre fui contra qualquer tipo de remédio para emagrecer, porém hoje a minha opinião não é tão radical como era no passado.

Eu acredito que os remédios tem a sua função mas eles não podem ser proclamados como as pílulas mágicas como vários laboratórios tentam passar.

O aumento do consumo dessas drogas por meios lícitos não quer dizer que todos tem um acompanhamento médico pois sabemos que muitas prescrições são falsas ou compradas por intermédio de terceiros.

Como a obesidade é um tema cada vez mais preocupante do nosso dia a dia é cada vez mais comum encontrar produtos que “fazem milagres” ou que prometem “resultados imediatos” e que são totalmente livres para qualquer pessoa comprar.

O governo deveria apertar o cerco contra esses tipos de remédios, ter uma maior fiscalização e exigir medidas para que a compra destas substâncias não seja tão fácil como nos dias de hoje.

Blog Widget by LinkWithin

Gostou deste post? Leia também: