Tag Archive for ‘prevenção’

Como envelhecer com o corpo e a mente sã

humano-homem-leonardo-da-vinci

Sabemos que iremos envelhecer, mas o importante é que atualmente a nutrição, a medicina, a estética e os profissionais da atividade física sabem diagnosticar o envelhecimento como um todo. O que acontece em nosso organismo é complexo, mas totalmente possível de ser adiado ao máximo, para uma 3ª idade mais saudável e livre de doenças. O objetivo é que, em qualquer idade, se busque o melhor de nosso organismo, da atividade cerebral e orgânica do ser humano. Abaixo algumas informações, sobre o que acontece com nosso corpo e as medidas possíveis de serem adotadas para prevenção do envelhecimento.

CRONOGRAMA ANTIENVELHECIMENTO

25 aos 35 anos
O QUE ACONTECE?

Os hormônios ativadores das funções orgânicas (Hormônio de Crescimento da hipófise, DHEA da supra renal e Tiroxina da tireóide) estão em seus níveis máximos;
O risco cardiológico nesta fase se dá pelo sedentarismo que leva a um aumento do percentual de gordura e atrofia muscular;
É comum a ocorrência de oleosidade na pele e acne além dos riscos de exposição ao Sol;

O QUE FAZER?
Manter uma alimentação saudável com alimentos orgânicos, vegetais e frutas e evitar gorduras saturadas, hidrogenadas (trans) e alimentos industrializados;
Manter uma atividade física regular;
Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente com produtos de nutrição para pele.

35 aos 45 anos
O QUE ACONTECE?

Os níveis de DHEA começam a cair (até 20% nos homens e até 40% nas mulheres);
Nos últimos 20 anos triplicou o número de mulheres que engravidam nesta faixa etária onde o risco de pressão alta na gravidez é duas vezes maior;
Inicia-se a perda da densidade óssea e aumento das taxas de colesterol e triglicerídeos naqueles que não tem cuidados alimentares e são sedentários;
Alteração nas fibras de colágeno e elastina iniciam a formação de rugas superficiais.

O QUE FAZER?
O controle da qualidade da alimentação tem que ser aumentado;
Atividade física torna-se quase obrigatória, incluindo musculação, principalmente para os sedentários;
Iniciar tratamento cosmético anti-envelhecimento aliado a alimentação e suplementação AntiAging.

45 aos 55 anos
O QUE ACONTECE?

Os níveis dos hormônios estimuladores das funções orgânicas caem mais (o hormônio de crescimento cai 50%, o DHEA cai em até 40% no homem a testosterona cai em até 25%, nas mulheres inicia o climatério com a menopausa);
O hormônio cortisol que causa declínio imunológico, neurológico e aumento do depósito de gordura corporal aumenta em até 30%;
A perda de massa óssea pode chegar a 0,3% ao ano, neurologicamente a memória e o raciocínio declinam, os olhos perdem capacidade de focalizar objetos próximos e há diminuição da capacidade de ouvir tonalidades mais agudas;
Os sucos digestivos e a velocidade de trânsito intestinal começam a diminuir.

O QUE FAZER?
O controle médico AntiAging é muito importante para combater esses declínios hormonais, e nos manter jovens;
A estimulação glandular ou reposição hormonal bioidêntica é indicada;
A atividade física é obrigatória preferencialmente sob supervisão profissional;
A alimentação deve ser extremamente saudável e controlada para evitar inflamações (p.ex. por alergias alimentares);
A suplementação Alimentar e tratamento cosmético Antienvelhecimento;
Evitar e saber exercer domínio próprio sob o stress estresse e realizar atividades afetivamente.

55 aos 70 anos
O QUE ACONTECE?

Os níveis hormonais e as funções orgânicas caem mais (hormônio de crescimento cai em até 65% em relação ao jovem, os níveis de DHEA caem em 50%, o hormônio da tireóide cai e diminui a velocidade do metabolismo);
no homem a testosterona chega a cair 55% o volume seminal diminui,
nas mulheres após a menopausa (climatérico) aumenta a massa gorda em até 35%;
Continua a perda da massa óssea com risco de osteoporose;
Continua a diminuição dos sucos e funções digestivas e intestinais;
Aumento do risco de aterosclerose, acidentes vasculares cerebrais e infarto;
Estresse oxidativo que leva a degeneração dos tecidos.

O QUE FAZER?
Controle médico clínico e cardiológico;
Alimentação focada na melhora de todos os sintomas (climatério, aumento de gordura corporal) aliada a uma adequada suplementação;
As reposições hormonais podem estar indicadas (consulte seu médico);
Cuidados com a saúde e a flora bacteriana do sistema digestivo e com a qualidade da alimentação;
Atividade física sob orientação para melhora da força muscular e da mobilidade articular;
Tratamento antienvelhecimento para evitar a oxidação tecidual e a perda das funções orgânicas;
Indispensável: Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente.

Após os 70 anos
O QUE ACONTECE?

Os hormônios podem chegar a 20% dos níveis de quando jovem;
O tecido neurológico começa a perder as suas funções com quadros de dificuldade de memória e chegando até a Doenças como Parkinson ou Alzheimer;
Diminuição importante das funções digestivas e conseqüente diminuição da absorção de nutrientes e nutrição dos órgãos;
Diminuição da capacidade respiratória;
Diminuição da capacidade de articulação com grande perda de massa magra (músculos);
Aumentam riscos de problemas cardíacos e AVC por aterosclerose e perda da elasticidade dos vasos causados por oxidação dos tecidos pelos radicais livres.

O QUE FAZER?
Rígido controle médico;
Tratamento (médico e/ou nutricionista) para melhora das funções digestivas e conseqüente melhora nutricional;
Suplementação Alimentar para compensar as deficiências bioquímicas, combater radicais livres e metais tóxicos;
Atividade física sob orientação para melhora da capacidade respiratória e articular além da muscular;
Tratamento antienvelhecimento para evitar a oxidação tecidual e a perda das funções orgânicas;
Indispensável: Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

O poder das frutas antioxidantes

Imagem SXC

o-poder-das-frutas-antioxidantes

O verão se aproxima e manter-se hidratado e alimentar-se de forma saudável são as melhores maneiras para enfrentar o calor e, além disso, manter-se com saúde. As frutas antioxidantes são ótimas aliadas, pois fornecem nutrientes necessários ao organismo e auxiliam na prevenção de doenças.

As substâncias antioxidantes previnem a oxidação de outros elementos químicos e podem paralisar a ação dos radicais livres no organismo, antes que esses danifiquem moléculas importantes do corpo, gerando possíveis doenças e desconfortos.

Esses alimentos são excelentes na prevenção de cânceres, doenças respiratórias e cardiovasculares. Conheça abaixo algumas frutas que, além de grande poder antioxidante, trazem outros benefícios à saúde:

Framboesa

Muito utilizada na fabricação de doces, bolos e tortas, é rica em sais minerais (ferro, fósforo e cálcio), vitaminas A, C, B1 (tiamina), B5 (niacina) e em fibras. A framboesa auxilia no equilíbrio da pressão arterial, previne cânceres e é indicada também para prisão de ventre, reumatismo e outras doenças, principalmente as que afetam fígado e rins.

Açaí

Fruta característica da Região Norte do Brasil e muito consumida “na tigela”, o açaí também pode ser saboreado em sucos, doces, sorvetes, geléias. É rico em proteínas, fibras, lipídios, fósforo, ferro e cálcio, vitaminas C, B1 e B2. Além de ser excelente para repor as energias, o açaí auxilia no trânsito intestinal, estimula a memória e protege a saúde ocular.

Blueberry (uva do monte)

Fruta que reduz o mau colesterol e, conseqüentemente os riscos de infartos e doenças do coração, ajuda na prevenção e tratamento de infecções do trato urinário e além de reduzir a taxa de açúcar no sangue. A blueberry é rica em magnésio, ferro, potássio, fósforo e vitaminas B2, B6 e C.

Cranberries

Excelente para manter o trato urinário saudável, ajudando na prevenção e tratamento de infecções urinárias, a fruta também auxilia na digestão e na diminuição dos níveis do mau colesterol no sangue.

Romã

Fruta típica nas festas de final de ano, a romã é excelente protetora contra doenças cardiovasculares e ajuda a reduzir os teores de colesterol. A fruta é uma das mais ricas em manganês e, além disso, tem em sua composição: proteínas, potássio, cálcio, magnésio, ferro e vitaminas B2, C e D.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.

www.nutrijobst.com

Blog Widget by LinkWithin