Sibutramina – Remédios são retirados do mercado na europa [Meridia, Reductil, Sibutrex]

Wednesday, January 27th, 2010

Sibutramina-Meridia-Reductil-Sibutrex(clique na imagem para ampliar) Arte Folha Imagem

Na minha opinião esta é uma notícia preocupante, na Europa a EMEA que é a agencia que regula a venda de medicamentos, recomendou que sejam suspensas a venda e prescrição médica dos remédios que contém a substância sibutramina.

Esta decisão foi tomada por causa de uma pesquisa chamada SCOUT que durou aproximadamente 6 anos, avaliando cerca de 10.000 pessoas. O estudo apontou que os remédios contendo sibutramina podem trazer um maior risco de um evento cardiovascular. Vale destacar que a maioria dos participantes desta pesquisa já apresentavam alguma doença cardíaca.

Eu sei que muitos vão falar que isto é fazer uma tempestade em um copo de água, mas eu tenho certeza que existem pessoas que não tem a mínima ideia que elas possuem algum problema cardíaco, e para agravar a situação você sabe qual é o grupo mais susceptível a ter problemas cardíacos? Pessoas obesas e com sobrepeso, que são as pessoas que vão consumir a sibutramina.

O que me deixa mais perplexo é o que o Dr. Alfredo Halpern, chefe do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas de SP, disse a reportagem da Folha de São Paulo, “Se fosse remédio para pressão ou depressão, não haveria tanta celeuma. Toda vez que aparece um remédio que ajuda na obesidade, sai um estudo enorme que mostra que morre um a mais em cada mil e é suficiente para retirá-lo do mercado.” Querendo implicar que existe um preconceito contra os remédios para emagrecer.

Meu caro Dr. Halpern, se este remédio pode trazer problemas a minha saúde é lógico que eu vou ser contra, e se além do mais proporcionar algum risco de morte por menor que seja, então eu acho que deve ser banido mesmo, principalmente se o remédio for para perder peso, que na verdade não precisa de nenhum medicamento.

Para finalizar eu gostaria de deixar dois depoimentos do cardiologista Raul Dias dos Santos, diretor do setor de lípides do InCor, em São Paulo. “A sibutramina aumenta a pressão arterial e os batimentos cardíacos. Há um maior estímulo no sistema nervoso simpático, que, quando muito ativado, pode elevar o consumo de oxigênio do coração e o risco de arritmias cardíacas”, e ele também afirma, que perder peso com medicamentos pode não trazer os mesmos benefícios do que perder peso através de uma dieta balanceada e exercícios. “O remédio pode ativar algum sistema no organismo que pode ser deletério. Isso pode limitar a melhora dos parâmetros relacionados a risco cardiovascular, como nível de glicose, inflamação e colesterol no sangue.”

Bom, para quem segue o Blog da Dieta há algum tempo, sabe que eu não sou muito a favor de remédios, a única coisa que eu gostaria de esclarecer é que eu não quero botar medo para as pessoas que desejam seguir este caminho, mas eu gostaria de que se você quiser tomar remédios é bom estar ciente de todos os riscos que envolvem estes medicamentos.

Fonte: Folha Online

Saiba como suas unhas denunciam problemas de saúde

Wednesday, August 19th, 2009

Imagem BiG Mr-BiG
unhas

Pessoas que leem a sorte, dizem ver o destino de uma pessoa pela leitura das linhas na palma da mão. Mas quando se trata de discernir o estado de saúde, virar a palma para baixo, pode ser mais esclarecedor.

As unhas podem revelar uma quantidade surpreendente de dados sobre a saúde de uma pessoa. Médicos especialistas dizem ver muitas informações conforme o estado geral das unhas e as alterações na forma e cor.

Pode ser o primeiro sinal ou o último de uma doença interna. Alterações pulmonares, pólipos nasais, anemia, síndrome inflamatória do intestino e doenças do fígado, podem provocar alterações nas unhas.

Em alguns casos, essas alterações podem levar as pessoas a procurar assistência médica, com expectativa de trazer à tona, condições não diagnosticadas anteriormente. Em outros, o estado das unhas de um paciente vai ajudar o médico esclarecer o que está em jogo.

A saúde das unhas, se não houver nenhuma doença mais séria no organismo, agradece se você seguir algumas dicas:

  • O enxofre é muito importante para a saúde das unhas, da pele e dos cabelos. 100gr de alho contem 70mg de enxofre.
  • Inserir oleaginosas como amêndoas, castanhas, nozes no seu cardápio, faz bem pra saúde da pele, unhas, cabelos, pois são ricos em ômegas 3, 6 e 9, que aumentam a saciedade e ricos em proteínas. Consuma de 3-4 unidades /dia. Cuidado são calóricas! O ideal é consumi-las combinadas com frutas, pois diminuem a absorção de açúcar.
  • Coloque na alimentação aveia, cevada, salsa, e etc que são ricas em silício (nutriente presente no colágeno, que é responsável pela estruturação das cartilagens, tecido etc.)
  • A linhaça fortalece unhas, dentes e ossos, além de tornar a pele mais saudável.
    As algas marinhas, por serem ricas em minerais, ajudam unhas fracas e quebradiças a crescerem, além de apagar manchas. A nori, alga utilizada na confecção de sushi, elimina bactérias.
  • O estresse faz o cabelo cair e as unhas ficarem fracas, pois está intimamente ligado a estimulação do sistema imune. Durante a fase de estresse podemos aumentar o consumo de alimentos relacionados ao controle da imunidade, uma vez que no estado de stress as pessoas têm queda da imunidade:
    1. Ômega 3: salmão, sardinha, atum, linhaça
    2. Zinco: açafrão, gengibre

Exemplos de problemas de saúde que aparecem nas unhas

A cor base da unha de indivíduos saudáveis deve ser rosa claro. As que são brancas ou esbranquiçadas podem sugerir anemia ou alguma doença hepática.

Unhas brancas com ponta escura pode ser um sinal de envelhecimento, mas também pode ser sinal de insuficiência cardíaca congestiva, diabetes ou doença hepática.

Problemas renais são suspeitos em condição conhecida como meia-e-meia haste, em que a parte inferior da unha é branca, mas uma parcela para a ponta da unha é rosa.

Unhas azuladas podem indicar falta de oxigênio, sinal de uma pessoa pode estar sofrendo do pulmão. Unhas verdes podem sugerir infecção por Pseudomonas aeruginosa, uma bactéria que é comum no meio ambiente. Problemas respiratórios – como pólipos nasais e sinusite crônica – podem desencadear a síndrome das unhas amarelas, considerada rara.

Unhas espessas, disformes e turvas são geralmente sinal de infecção por fungo. Quanto mais cedo forem tratadas, melhor. É difícil de tratar.

A preocupação deve ocorrer se alguém desenvolve uma nova pigmentação nas unhas, assim como um novo sinal sobre a pele. Neste caso é melhor procurar um dermatologista para ver se é um melanoma ou se é apenas uma batida

Se notar uma mudança nas suas unhas, é razoável que vá verificá-la, mas não se preocupe sobre isso. Há muitas coisas que acontecem nas unhas que não têm nada a ver com quaisquer condições citadas no texto.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Problemas técnicos

Sunday, July 26th, 2009

Hoje eu mudei o blog de provedor e estou sofrendo alguns problemas técnicos, estou tentando arrumar da maneira mais rápida possível, desculpe pelo incômodo.

Alex.

Alto consumo de refrigerantes está ligado a baixos níveis de potássio

Thursday, June 4th, 2009

Imagem Diego Normarefrigerantes

Uma matéria publicada no International Journal of Clinical Practice observou que consumidores de refrigerantes (dois a quatro litros por dia) estão em risco de hipocalemia, ou baixos níveis de potássio.

Esta é uma condição séria, que leva a fraqueza muscular, fadiga, vômitos, diarreia e até mesmo a problemas cardíacos.

A análise incluiu duas gestantes que bebiam três e sete litros de coca-cola por dia. Este estudo também incluiu um homem de 51 anos que bebia quatro litros por dia, porém ele se recusou a desistir, mesmo quando descobriu que o refrigerante era o responsável pelos sintomas.

Não há dúvida que terminar o hábito de beber refrigerantes pode ser bastante difícil para algumas pessoas. Este não é um problema para a maioria das pessoas pois elas não bebem litros e litros de refrigerante por dia. Porém as embalagens de refrigerantes que estão cada vez maiores significa que estamos bebendo mais do que nunca.

Na América do Norte as “vending machines” de refrigerantes oferecem embalagens de 24 onças, de modo que se você consumir dois destes por dia equivale a quase um litro e meio. Refrigerantes açucarados têm sido relacionados à obesidade, diabetes e síndrome metabólica.

Enquanto um refrigerante de vez em quando, não fere ninguém, se você tiver o hábito diário é melhor tentar parar de vez.

Dicas para você terminar de beber refrigerantes:

  • Diminua o consumo gradualmente. Se você bebe 4 refrigerantes por dia, substitua 2 por outra bebida.
  • Troque por refrigerantes diet, em seguida, mude para águas com sabor.
  • Assim que você estiver confortável com esta nova rotina, substitua o resto dos refrigerantes por uma bebida alternativa.
  • Ainda está vivo? Ótimo! Agora substitua os refrigerantes diet ou a água com sabor por água. Não gosta de água? Tente adicionar pedaços de fruta fresca.
  • Experimente outras bebidas como chás, leite, leite de soja, e água com gás – o objetivo aqui é principalmente se hidratar com água.
  • Não tenha refrigerante em casa.

Eu parei de beber refrigerantes no dia 10/2/09 (vale destacar que eu bebia 2 litros de pepsi ou coca diet por dia), que foi a data em que eu comecei o meu teste de ficar 3 meses sem comer doces. As vezes eu ainda tenho uma vontade de tomar um guaraná ou uma coca mas depois eu penso que eu já estou tanto tempo sem tomar refrigerantes então eu deixo pra lá, e na verdade eu acredito que eles não fazem mais falta.

E você, conseguiu quebrar o seu hábito de tomar refrigerantes? Compartilhe as suas dicas nos comentários, com certeza elas podem ajudar outras pessoas.

Fonte: Dietblog

Websérie – Minimize Me – Ep 9 – Último capítulo da primeira temporada

Thursday, May 21st, 2009

Depois de 10 episódios (contando com o ep. piloto) a websérie Minimize Me vai chegando ao fim da primeira temporada.

Neste episódio eu conto um pouco as minhas experiências e aprendizados sobre as minhas tentativas passadas de perder peso.

Minimize Me é uma websérie onde você vai poder acompanhar as minhas aventuras para atingir o meu peso ideal.

Agora eu estou utilizando músicas que estão de acordo com a licença Creative Commons e que são gratuitas para baixar e escutar, ou seja se você gostar das músicas, você pode baixa-las legalmente.

As músicas deste episódio:

Shearer – Ordinary man

Corrientes – Planet

Blog Widget by LinkWithin
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline