Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata

Imagem Vito Covaluccicarne-vermelha-tomates

A ligação entre câncer de próstata e o IGF-1 (hormônio que simula as ações da insulina) tem sido claramente demonstrada, graças a pesquisadores da Universidade de Oxford.

Nos estudos, foram compilados resultados de 12 pesquisas já realizadas para avaliar se existe uma ligação entre IGF-1 e o câncer de próstata. No total participaram 3.700 homens com a doença e 5.200 sem. A idade média dos participantes foi de 62 anos.

Existe uma necessidade de identificar fatores de risco para câncer de próstata, especialmente aquelas que podem ser segmentadas como terapêutica e/ou mudanças de estilo de vida.

Agora que sabemos que esses fatores estão associados à doença, podemos começar a examinar como a dieta, e estilo de vida, podem aumentar os riscos e se mudanças poderiam reduzir a chance do homem contrair a doença.

O brasileiro adora churrasco, e muitas vezes desconhece que as substâncias químicas, eliminadas quando queimado o carvão para assar a carne, são em grande parte nocivas à saúde humana e capazes de causar câncer e mutações genéticas. Além dos estudos envolvendo a carne, outros costumes do Brasil também podem aumentar o risco de câncer.

Entre outros hábitos para prevenir o câncer de próstata, eu deixo uma dica de alimentação. O tomate, além de cargas de vitamina C, é uma das mais ricas fontes de licopeno flavonoide – o que lhes confere a sua cor vermelha – e que demonstrou defender o organismo contra o câncer de próstata. Para que tenha esse efeito, é necessário o consumo de 3-4 rodelas de tomate por dia.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com
Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

9 Responses to “Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata”

  1. Importante a informação, já sabia de alguns maleficios em comer carne vermelha mas não sabia desta.
    O importante mesmo é variar a alimentação e aumentar o consumo de frutas e legumes.
    http://saboresdagastronomia.blogspot.com/

  2. marcio disse:

    estou há 15 anos sem comer carne, e minha saúde só tem melhorado. os conhecidos que ainda não viraram vegetarianos estão sempre às voltas com doenças, remédios, consultas, dor aqui ou ali, mas eu ainda sou visto como ‘o excêntrico’ por ter abandonado esse hábito destrutivo para o corpo e para o planeta. procurei profissionais especializados – e de cabeça aberta – que não só me orientaram a ter uma dieta correta como me parabenizaram pela escolha, já que a grande maioria dos profissionais da saúde ainda sofre de um mal chamado ‘preconceito’. no exterior, a conversa já é outra, mas o brasil tem que bater no peito e reforçar sua posição de país atrasado. e viva o desmatamento da amazônia!

  3. Lucas disse:

    Estou a 2 anos sem carne e derivados… sei que foi a melhor escolha que jah fiz!

    vcs que nunca pensaram sobre o assunto… informem-se… vale a pena!

  4. […] Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata […]

  5. […] Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata […]

  6. […] Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata […]

  7. […] Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata […]

  8. […] Uma dieta rica em carne vermelha pode aumentar o risco de câncer da próstata […]

  9. Acredito que as carnes em si fazem mal a saúde, pois nós comemos uma carne cheia de medicamentos, devido a profilaxia que acontece no animal.
    Não posso dizer que sou vegetariana pura, pois ainda como alguns tipos de peixes de água salgada apenas, percei mudança em minha saúde.
    Minha avó não come carne há mais de 40 anos, esse ano ela completa 100 anos de vida e gozando de uma saude perfeita.
    Que as pessoas cuidem de sua saúde sempre, lembre que quando colocar um pedaço de carne no prato, vejam medicamentos em seus pratos. Sei do que estou falando, pois estudei Medicina veterinária, e gente aprende muita coisa.

Leave a Reply





SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline