Cirurgia de redução de estômago quase mata Chiquinho Scarpa

segunda-feira, julho 27th, 2009

chiquinho-scarpa-cirurgia-reducao-estomagoDepois de 3 meses em recuperação após uma cirurgia de redução de estômago Chiquinho Scarpa passa fazendo fisioterapia todos os dias em sua casa para recuperar-se das complicações que obteve após sofrer um rompimento no estômago devido ao excesso de líquido ingerido.

Vale destacar que ele tinha uma equipe médica com 12 profissionais e mesmo assim quase morreu!  Foram necessarias 5 cirurgias para limpar a infecção causada pelo líquido abdominal que causou uma paralisia no fígado, pulmão, rins e pâncreas.

Está certo que a causa de todos estes problemas não foi uma operação mal feita, porém é válido ressaltar que em toda operação você pode correr o risco de perder a sua vida, por isso é super importante que você recorra a este método como se fosse a última alternativa e não como se fosse a única alternativa como muitas pessoas estão fazendo, inclusive ganhando peso de propósito para poderem ser operadas de graça pelo nosso já precário sistema de saúde.

Se você tiver interessado em ler toda a entrevista do Chiquinho Scarpa na Isto É, é so clicar aqui.

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Será que os brasileiros não se importam muito com a saúde?

terça-feira, julho 21st, 2009

Muitas das matérias que eu coloco aqui no blog são relacionadas aos assuntos que eu escuto aqui no Canadá, o que está em destaque nos portais ou blogs “gringos” ou simplesmente por achar o assunto interessante e que na minha opinião deva ser difundido para que o máximo de pessoas devam conhecer sobre o fato.

As vezes eu penso que eu estou um pouco fora de sintonia com os assuntos relacionados a saúde no Brasil pelo simples fato de estar vivendo no Canadá, por isso eu comecei a pesquisar nos grandes portais brasileiros para ficar um pouco mais conectado com a realidade do Brasil e deste blog pois a grande maioria dos visitantes são brasileiros que moram no Brasil.

Mas surpreendentemente eu reparei que estes portais não falam quase nada sobre saúde e muito menos põe alguma matéria em destaque na primeira página, será que o brasileiro não se interessa muito por questões sobre saúde? Ou será que os grandes portais só querem saber mesmo é de assuntos que sejam polêmicos e que tragam o máximo de pessoas para os seus sites?

Veja a foto abaixo, como exemplo, você pode reparar que os portais do UOL, IG e Globo sequer tem uma seção de saúde! Enquanto o Terra que diferentemente possui uma, porém fica enterrado na seção vida e estilo que na minha opinião é um absurdo pois como a questão de saúde pode ser considerado como um estilo? Então quer dizer que aquela gíria que diz que uma pessoa é estilosa podemos aplicar para uma pessoa que cuida da sua saúde?

portais-brasileiros-saude

Infelizmente isso me leva a pensar que o povo brasileiro não presta mesmo muita atenção sobre a sua saúde, pois se olharmos no mundo dos blogs por exemplo, existe poucos blogs que tratam sobre o tema da saúde e dos que fazem não existe nenhum que seja realmente popular. Se compararmos então com os blogs sobre saúde em Inglês a diferença é ainda maior e não digo isto só no número de visitantes, mas também no número de participação das pessoas.

Neste blog por exemplo se eu pegar as 10 matérias mais acessadas, 6 delas são sobre curiosidades, celebridades ou coisas que não tem uma relação direta com informações que tragam algum conhecimento para que você melhore o seu estilo de vida e passe a ter uma vida mais saudável.

Acredito que muitos fatores levam a este tipo de comportamento do brasileiro e um deles é a falta de educação, onde na maioria dos estudantes de hoje (e até da minha época) procuram a escola ou faculdade pois sentem que o diploma é a coisa mais importante que se pode ganhar em uma sala de aula e não estão preocupados com o conhecimento que podem adquirir ou a curiosidade de se aprender alguma coisa nova.

Agora na sua opinião, porque você acha que o brasileiro de uma maneira em geral não se interessa por assuntos na questão da saúde? Ou você acredita que isto é uma falta de visão dos grandes portais brasileiros, pois existem muitas pessoas que estão a procura de informações sobre saúde? Gostaria de saber a sua opinião.

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Para a ABRESI o lucro é muito mais importante do que vidas

quinta-feira, junho 25th, 2009

Imagem pneumologia.med.br

pulmoes

Hoje descobri que a ABRESI (Associação Brasileira de Gastronomia, Hospedagem e Turismo) conseguiu uma liminar na justiça de São Paulo que derruba parte da lei anti-fumo que começara a valer a partir de agosto.

Segundo Marcus Vinícius Rosa, diretor jurídico da ABRESI, comenta que esta decisão é uma vitória para os estabelecimentos.  Esta é uma declaração de uma pessoa que só pensa no seu benefício pessoal e de sua associação e não se preocupa em momento algum com o bem estar da sociedade.

Além do mais existe o problema do tabagismo passivo, que nada mais é do que as pessoas que não fumam acabam fumando de tabela só por estarem ao lado ou perto de fumantes, pois a fumaça se espalha por todos os cantos.

Aqui vai algumas curiosidades sobre o tabagismo passivo:

  • No Canadá 1000 pessoas morrem por ano por causa do tabagismo passivo.
  • A fumaça do cigarro contém mais de 4000 substâncias nocivas a saúde, muitas delas causam câncer.
  • O tabagismo passivo pode causar câncer de pulmão, doenças cardíacas, asma e muitas outras doenças.
  • Se você passa muito tempo com pessoas que fumam, a sua chance de ter câncer no pulmão aumenta em 25%, doenças cardíacas aumentam em 10%.
  • Cigarros produzem 12 minutos de fumaça, enquanto os fumantes só absorvem 30 segundos da fumaça dos seus cigarros.

Além do mais vejam as substâncias que podem ser encontradas na fumaça do cigarro:

  • Monóxido de carbono (encontrado no escapamento do seu carro).
  • Amoníaco (que se encontra em produtos de limpeza de vidros).
  • Cádmio (encontrado em baterias).
  • Arsénio (encontrado em venenos de rato).

Acredito que só por esta pequena amostra você pode ter certeza que a ABRESI é uma associação que não se importa em nenhum momento com pessoas e somente com o lucro.  Image o quanto de exposição sofrem as pessoas que trabalham em bares e restaurantes?  Isso é uma afronta a sociedade e nós temos que mostrar a nossa insatisfação contra estes tipos de ações que visam o lucro ao invés de salvar vidas.

Mostre a sua insatisfação mandando um email para a ABRESI:

[email protected]

ou você pode entrar em contato pelo website deles:

http://www.abresi.com.br/contato.htm

Se preferir mostrar a sua insatisfação por telefone:

(11) 3327-2086

Fontes: Agência Brasil, Canadian Cancer Society, The Lung Association

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

5 desculpas que não colam mais

quinta-feira, junho 18th, 2009

flat_stomach-2

Você está sempre adiando para começar a comer uma alimentação mais saudável? Você sempre espera até segunda-feira para começar uma dieta, ou até que todas as estrelas estejam alinhadas para começar com o pé direito?

É sempre fácil de achar desculpas para começar uma dieta ou para mudar os seus hábitos alimentares e começar a comer uma alimentação mais saudável. Mas em muitas vezes estas razões são de fato apenas desculpas. Tome estas cinco, por exemplo:

1. Eu tenho uma festa em duas semanas, e depois vou entrar em férias. Por isso eu vou começar a dieta depois…

Se você comer de forma sensata e saudável por duas semanas, você vai estar em melhor estado de espírito para fazer uma boa escolha sobre as comidas e bebidas na festa. Mesmo que você ganhe um pouco de peso nas férias, não passe as 2 semanas de antecedência para ganhar peso também!

2. Eu não tenho nenhuma força de vontade. Se há petiscos na casa, eu vou comê-los.

Todos nós temos força de vontade, e ela fica mais forte na medida em que você vai praticando. Se você encontrar dificuldades para obter uma auto-disciplina, basta tirar todos os salgadinhos e doces para fora da casa ou pelo menos colocá-los em algum lugar inconveniente. Isto torna muito mais difícil a sucumbir ao impulso!

3. Eu não tenho dinheiro para comprar comida saudável.

Vamos lá, você sabe que isto não é verdade. Você não precisa pagar caro para comprar alimentos dietéticos, faça uma escolha sensata e compre os alimentos básicos como carne magra, frutas e verduras. Se tiver que economizar basta parar de comprar aquele salgadinho, cafezinho, chocolate, refrigerante ou qualquer outro tipo de alimento que você sabe que não é essencial para sua dieta.

4. Eu não posso cozinhar ou não tenho tempo para cozinhar, por isso eu sempre como fora, e nunca há uma opção saudável.

Essa é simples, aprenda a cozinhar! Compre um livro com receitas fáceis de fazer e que sejam simples e saudáveis, como um molho à base de tomate. Não é muito difícil não, e muitos pratos levam apenas alguns minutos para se preparar. Se o tempo é realmente um problema, tente fazer grandes refeições que possam ser congeladas em porções individuais.

5. Eu fui gordo toda a minha vida, e eu não acho que eu posso mudar.

Não importa por quanto tempo você foi gordo, você sempre pode conseguir mudar os seus hábitos alimentares. De um passo de cada vez, e não sonhe com resultados instantâneos. Tenha como objetivo de adquirir um novo hábito saudável por semana, como parar de beber refrigerantes ou de comer a quantidade necessária de frutas ou legumes por dia.

Agora é a sua vez, qual é a sua desculpa favorita? Se você conseguiu superar um vício antigo, como o fez? Deixe a sua dica nos comentários, com certeza vai ajudar outras pessoas.

Fonte: Dietblog

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut

Bons hábitos alimentares dos pais tem pouca influência para os filhos

terça-feira, junho 9th, 2009

Imagem Wong Mei Teng

habitos-alimentares-pais-filhos

Um novo estudo publicado no jornal Social Science and Medicine mostrou de certa forma até surpreendente para os pesquisadores que os hábitos alimentares dos pais tem pouca influência nos hábitos alimentares do filhos.

O estudo foi liderado pela Dra. Youfa Wang e contou com a participação de 1061 pais, 1230 mães, 1370 filhos e 1322 filhas.

Pontos Interessantes

O estudo sugere que outros fatores, tais como amigos e televisão podem ter mais influências sobre o que as crianças comem.

O consumo alimentar foi avaliado e comparado à dieta baseada em uma pontuação do USDA. Uma pontuação perfeita é de 100 pontos, e leva em consideração o consumo de frutas, legumes, cereais integrais, lacticínios, carne, feijão, óleo, gordura saturada e sódio.

A pontuação média dos pais e das crianças era de cerca de 48 a 50, bem abaixo da pontuação acima de 80, que o USDA considera uma boa dieta.

Apenas 10 por cento dos americanos tem uma pontuação superior a 80 em 2000.

De acordo com Wang, as variações na dieta das crianças que poderia ser explicado pela influência dos seus pais foi inferior a 10 por cento. 90 por cento da variação da dieta das crianças foi explicada por outros factores.

Algumas Conclusões

Existe um grande problema na sociedade de hoje em que os dois pais necessitam trabalhar para sustentar a família, além de que existe uma grande parte de famílias monoparentais, consequentemente, havendo uma menor influência sobre as crianças.

Ao olhar o que substitui os pais como influências – mídia, escola e amigos – não é de admirar que os hábitos alimentares das crianças não são exemplares.

Soluções

Influência dos pais só pode começar quando os pais começarem a passar mais tempo com seus filhos.

Quando os pais comprometem-se a um estilo de vida mais saudável, é uma questão não só de dar o exemplo, mas também deles reforçarem do porque fizeram esta escolha.

Envolver as crianças na cozinha, escolhendo frutas e verduras e dar explicações simples sobre o motivo do por que os seus corpos gostam mais desses tipos de alimentos.

É importante de não impor demais uma alimentação saudável ou seja, não controlar ou proibir junk food. Isso pode causar uma revolta a alimentação saudável.

No final das contas, tudo o que podemos fazer é de ser um modelo e guia, e educar os nossos filhos sobre uma vida saudável da melhor maneira que pudermos.

Quais são os seus pensamentos? Como você tenta influenciar os seus filhos a comerem alimentos saudáveis?

Fonte: dietblog

Blog Widget by LinkWithin

Acompanhe o Blog

Me siga no Twitter Receba as últimas notícias no seu email Assine o nosso RSS Visite o meu perfil no Orkut
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline