Archive for the ‘Dicas’ Category

Farmácia doméstica com alimentos funcionais

Que tal ter uma farmácia funcional em sua casa ao invés de uma caixa de medicamentos? Saiba que todo medicamento tem seu efeito colateral, um deles é a inflamação do organismo por uso crônico. Estudos recentes comprovam que doenças como diabetes, hipertensão, depressão, artrite, celulite, doença cardiovascular, são doenças inflamatórias decorrentes de diversas causas (gatilhos).

Abaixo segue uma tabela com algumas dicas de como elaborar uma cesta de ervas naturais que podem melhorar sua saúde e de sua família naturalmente, ou seja, sem agredir nosso organismo.

Ervas Funcionais

Funcionalidades

Formas encontradas

Olmo Americano

Tosse seca

Erva seca ou em tabletes para chás ou dissolução em água

Cravo-da-índia

Dor de dente 

Óleo essencial

Alfarroba

Diarreia

Em pó

Hamamélis

Hemorroidas, picada de insetos.

Liquido destilado

Salgueiro branco 

Dores de cabeça e dores generalizadas

Erva seca ou extrato líquido

Arnica

Torções, batidas

Em gel ou pomada

Psyllium

Constipação

Em pó

Aloe Vera

Queimaduras, queimaduras de sol

Gel

Gengibre

Náuseas, cólicas menstruais

Cápsulas, secos ou a raiz fresca

Erva-doce

Gases

Sementes

Óleo de melaleuca

Pés de atleta

Óleo essencial

Eucalipto

Congestão

Óleo essencial

Camomila

Indigestão, cólicas menstruais, tensão

Erva seca

Echinácea

Baixa resistência imunológica 

Cápsulas ou extrato líquido

Calêndula

Pequenos cortes

Gel ou loção 

Dica: Não guarde as ervas em seu banheiro devido à umidade que pode comprometer seus efeitos prometidos. Guarde-as sempre em locais secos, arejados e, se possível, sem luz.

Cuidados: Apesar de todos seus benefícios naturais, as ervas não são classificadas como medicamentos. Às vezes consumidas ou administradas de forma incorreta, podem ter inúmeras contra-indicações e interações medicamentosas, desta forma o ideal é a prescrição através de um profissional. Sempre procure um médico antes de se automedicar.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Atenção corredores do Parque Ibirapuera, avaliação gratuita com fisioterapeutas e ortopedistas

Imagem Hugo Alonso

parque-ibirapuera

Essa é uma notícia bem legal, neste domingo (19/07) um grupo de fisioterapeutas e ortopedistas vão dar avaliações gratuitas para corredores a praticantes de atividades físicas em geral, no Parque Ibirapuera.

O evento é organizado pelo Núcleo de Estudos em Esportes e Ortopedia (NEO) e vão disponibilizar os seguintes testes:

Teste da pisada

É um exame que identifica como o corredor coloca o pé no chão, o que impacta diretamente em sua postura. A avaliação auxilia o esportista a escolher que tipo de tênis utilizar para praticar exercícios de forma segura, prevenindo futuros problemas físicos, como dores na coluna e articulações.

Monoximetria

Mede o nível de contaminação por monóxido de carbono no organismo dos fumantes. O teste será supervisionado pela Dra. Luzemir Lago, diretora do Centro de Referencia em Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod), da Secretaria Estadual de Saúde.

É uma pena que é somente em São Paulo mas para quem mora lá, não deve perder esta oportunidade.

13 Mitos sobre dietas

Imagem Geo Cristianbarriga

Eu achei estas dicas no diet blog e achei super interessante. Você não vai achar a fórmula mágica mas com certeza alguma destas dicas podem te dar uma ajudinha na sua dieta.

Uma coisa que temos que botar na cabeça é que para uma dieta dar certo o principal fator é você.

1. Você não precisa de exercício para perder peso
Obviamente você pode perder peso sem exercício, no entanto a melhor maneira de perder peso e ficar em forma é combinar uma dieta saudável com exercícios regulares. O simples fato é que o exercício é importante, independentemente do seu peso atual.

2. Pular o café da manhã ajuda a perder peso
Na realidade, estudos indicam que quando você corta o café da manhã, você está mais susceptível a consumir mais calorias no final do dia para compensar. Além do mais, ficar sem café da manhã não é bom para o seu estado metabólico e de humor também.

3. Comer a noite dificulta o emagrecimento
Um estudo do Dunn Nutrition Centre, em Cambridge, os voluntários foram submetidos a um teste em que mede calorias queimadas e armazenadas. Eles receberam um pequeno almoço e uma grande janta por um período experimental. Em seguida, um grande almoço e um jantar pequeno durante um segundo período de ensaio. Os resultados revelaram que consumindo uma grande refeição a noite, não fez o corpo armazenar mais gordura.

Portanto, é evidente que não é importante a que horas você come, mas o valor total que você consume em um período de 24 horas.

4. Certos alimentos são “bons” outros não
É bastante evidente que alguns alimentos são melhores do que outros, tais como frutas, legumes, nozes e etc. Mas, não tente me dizer que comer um pedaço de pão faz mal… isso é ridículo! Moderação é a resposta certa.

5. Alimentos com baixo teor de gordura são melhores para você
Se um produto que alega ser “fat free” (sem gordura ou diet), é mais do que provável que você encontrará um alto teor de açúcar. Lembre-se, “sem gordura” não significa necessariamente “baixas calorias” ou “sem calorias”. Para obter uma imagem mais clara do que está comendo, sempre verifique cuidadosamente os valores nutricionais.

Vale também salientar que uma dieta super restritiva isenta de gordura não é necessário, você precisa ter alguma gordura na sua dieta. Tente evitar gorduras trans sempre que possível, e substitua as gorduras saturadas por gorduras insaturadas que são encontradas nos óleos vegetais (canola, oliva, etc), abacates, nozes, etc.

6. O suco de fruta é tão bom quanto comer frutas
Meu lema é de sempre comer alimentos o mais próximo da sua forma natural e sucos realmente não se enquadram nesta linha facilmente. Embora não seja de todo mal, você poderia certamente se beneficiar muito mais comendo o fruto inteiro, e não adquirindo as calorias vazias do suco.

7. O ganho de peso é inevitável a medida em que você envelhece
Evidentemente a taxa metabólica cai com a idade, mas simplesmente comer um pouco menos pode consertar isso. O problema para a maioria das pessoas é que a atividade física diminui a medida que envelhecem. Portanto, se você quiser ter certeza de não ganhar aqueles quilinhos extras com cada passagem de aniversário, aumente o seu nível de atividade e observe a ingestão de calorias.

8. Perder peso rápido é a melhor solução
Na verdade, perder peso lentamente é muito melhor. Dessa forma você terá mais probabilidades de perder excesso de gordura, não músculo. Além do mais, você terá uma maior chance de manter sua perda de peso por um longo prazo.

9. Ao parar de fumar você ganhará peso
Embora seja verdade que algumas pessoas ganham peso quando param de fumar, isso não é o caso de todos. A nicotina aumenta o metabolismo do corpo, no entanto, este efeito é pequeno, e não é uma razão suficiente para deixar de fumar.

10. Perder peso irá resolver seus problemas
Se você tem problemas antes de perder peso, infelizmente, eles continuaram a existir após os quilos sumirem. Então, o que devo fazer? É importante que você seja honesto com você mesmo sobre a fonte das suas dificuldades e em seguida, defina metas realistas para ajudá-lo a conseguir o que pretende na vida.

11. Todo mundo ganha peso durante as férias
É possível desfrutar das suas férias e ainda perder peso, ou pelo menos ficar com um peso constante. Como? Comer com moderação. Se você assumir que vai ganhar peso durante as férias, é um pouco como uma profecia de auto-preenchimento. Comece com uma atitude positiva e seja realista no que você pode alcançar.

12. O meu “metabolismo lento” é que me impede a perder peso
Infelizmente as pessoas estão se tornando cada vez mais sedentárias e provavelmente esse é um fator crucial para os problemas crescentes com o ganho de peso.

Um estudo publicado na BBC:

Os cientistas mediram a quantidade exata de calorias que pessoas com sobrepeso e peso saudável queimam enquanto estão sentados ou deitados em silêncio. Isso foi feito através da medição da quantidade de oxigênio inalado e na quantidade de dióxido de carbono exalado.

Os resultados destes estudos têm mostrado que as pessoas com sobrepeso gastam mais energia para manter seu corpo funcionando. Isto é porque possuem corpos maiores com mais músculos e órgãos internos.

No entanto, após tomar em consideração as diferenças no tamanho do corpo, os magros e as pessoas obesas têm demonstrado que possuem taxas metabólicas similares.

13. Consumir alimentos gordurosos levam a um ganho de peso rápido
Na realidade ganhar peso é um processo bastante lento. Se você comer uma refeição muito gordurosa e a balança acusar que você ganhou uns quilos, é muito provável que este ganho é devido aos líquidos. Se você voltar a comer comidas saudáveis novamente os quilos extras vão desaparecer.

Desmistificando as porções de frutas e verduras

Imagem SXC

frutas-e-verduras

A pirâmide alimentar brasileira recomenda que você consuma no mínimo oito porções de frutas e verduras (combinado). Porém muitas pessoas não tem ideia do quanto seja uma porção e ninguém vai ficar carregando copos de medida para todos os lados.

Por isso, vamos disponibilizar um pequeno guia para você poder identificar com mais precisão o que significa cada porção de verduras e frutas.

Quanto que é uma porção?

80G de frutas ou verduras
1 colher de sopa de frutas secas
150ML de suco

Exemplos de porções – Furtas

1 banana (tamanho médio)
1 Maçã (tamanho médio)
1 Pera (tamanho médio)
1 Laranja (tamanho médio)

2 Kiwis (pequenos)
2 Ameixas (pequenos)
2 Figos (pequenos)

7 Morangos

Exemplos de porções – Verduras

1 Tomate (tamanho médio)

3 Colheres cheias de:
Ervilha
Cenoura
Feijão

O que conta?

Frescos, congelados, secas e enlatados

Tudo conta, só preste atenção que no caso das frutas secas a quantidade é menor do que se você comer frutas frescas. Na minha opinião eu vou sempre preferir comer frutas e verduras frescas pois o sabor delas é sempre superior aos demais.

Sucos e Feijões

Estes só podem ser contados como 1 porção diária. A razão é que os sucos não contém a mesma quantidade de fibras que as frutas. O feijão apesar de conter bastante ferro, não contêm a mesma gama de nutrientes das outras frutas e verduras.

Batata e Milho

Apesar destes dois alimentos serem considerados como verduras, quando eu fiz uma dieta com uma nutricionista, eles eram considerados como carboidratos. Isto se deve pela quantidade de amido que ambos possuem.

Fonte: Adaptado de um post do dietblog

20 dicas para emagrecer de um ex-gordo

ex-gordoHoje eu encontrei uma matéria na revista época sobre dicas para você emagrecer.  As dicas vem do Cid Loureiro Penteado Junior que conseguiu perder 180 quilos.  Na matéria eles escolheram 13 dicas do site do Cid, eu gostei de algumas dicas mas não todas mas ao visitar o site dele ele possui uma página com 110 dicas e eu escolhi as 20 melhores.

  1. Identifique os fatores que o levam a comer em excesso.
  2. Só faça compras no supermercado depois de se alimentar.
  3. Procure alternativas para compromissos sociais que o levem a comer e beber, por exemplo, ao invés de convidar seu amigo para beber cerveja , chame para uma caminhada.
  4. Desenvolva técnicas para evitar exageros quando comer fora de casa. Quando for a um churrasco ,coma bastante salada e pouca carne. Troque a cerveja pelo refrigerante dietético, etc.
  5. Pratique atividades físicas informais. Alguns macetes ajudam, por exemplo: parar o carro em uma vaga mais distante, evitar uso de controles remotos e usar mais as escadas , ao invés de elevadores e escadas rolantes.
  6. Diferencie fome de gula.
  7. Estabeleça objetivos realistas para o seu emagrecimento. Evite a pressa. Analise há quanto tempo da sua vida você carrega os “quilinhos”a mais. Não tenha pressa em se livrar deles – eles já fazem parte da sua vida. De mais a mais , toda mudança de peso deve ser lenta e contínua. Como já diziam as avós de nossas avós, devagar e sempre.
  8. Não persiga metas impossíveis . O peso ideal é aquele que você consegue atingir e manter , de forma saudável e sem passar fome. Evite dietas de qualquer tipo, inclusive as da moda pois quem as vendem são vendedores de ilusões .
  9. Conheça as calorias dos principais alimentos, principalmente aqueles básicos do seu dia-a-dia. Assim poderá fazer sempre a opção por aqueles menos calóricos . OBS: Faça sempre a troca dos mais pelos menos calóricos na hora de sua refeição. Este é o grande trunfo para mudança nos hábitos alimentares e emagrecer de maneira natural e com saúde.( você não deixa de comer, apenas substitui os alimentos calóricos pelos menos calóricos.)
  10. Não fique longos períodos sem alimentar-se, pois pode exagerar na próxima refeição.
  11. Torne apetitosa a alimentação, mesmo com poucas calorias. Alimente quando estiver realmente com fome, pois assim apreciará e gostará do prato escolhido mesmo com poucas calorias. OBS: Quando a pessoa não está com fome, a tendência é de comer sempre o que gosta, ao invés do que é necessário para matar a fome. Faça sempre a pergunta. Quero comer porque estou com apetite ou realmente estou com fome?
  12. Aumente a quantidade de fibras na sua alimentação, ingerindo bastante verduras, legumes e frutas, pois as fibras regularizam o intestino e fazem uma limpeza geral no mesmo.
  13. Os nutricionistas afirmam que, se você come algo quando a sua taxa de glicose (açúcar) está alta, porque acabou de almoçar, por exemplo, essa beliscada certamente vai virar gordura. Eles aconselham que após um lanche você espere pelo menos duas horas para pôr qualquer coisa na boca. E depois de uma bela refeição, aguarde cerca de cinco horas.
  14. Não tenha pressa para emagrecer, você ficará ansiosa, e com a sensação de que sua alimentação não está dando certo e daí para desistir é um pulo. Não tenha pressa, tenha persistência para mudar seus hábitos alimentares.
  15. Estabeleça metas realistas e viáveis. Por exemplo, começar a caminhar dez minutos todos os dias nesta semana. Certamente será capaz de cumpri-la e depois poderá aumentar o tempo. Proposta do tipo “Vou correr 10 quilômetros por dia”, se você é sedentária, são descabidas e frustram, gratifique-se a cada meta conquistada.
  16. Você deve emagrecer por sua saúde, sua beleza, sua vontade. Não para agradar quem quer que seja. Desenvolva uma motivação interna.
  17. Procure temperar os pratos com ervas frescas, como alecrim, salsinha, azeite de oliva e manjericão.
  18. Dê preferência a restaurantes por quilo, onde você controla a quantidade e o tipo de comida. Mas não se deixe seduzir pela variedade comendo muito.
  19. Nada mais chato que a rotina. No processo de emagrecimento, varie o cardápio. Ficar comendo a mesma coisa diariamente pode dar desejo de fugir da alimentação saudável.
  20. Envolva toda a família na busca de uma alimentação saudável, pois assim fica bem mais fácil manter o peso ideal.

Para quem tiver curiosidade e quiser conhecer as outras dicas é só visitar o site do ex-gordo

Blog Widget by LinkWithin