Farmácia doméstica com alimentos funcionais

Wednesday, September 30th, 2009

Que tal ter uma farmácia funcional em sua casa ao invés de uma caixa de medicamentos? Saiba que todo medicamento tem seu efeito colateral, um deles é a inflamação do organismo por uso crônico. Estudos recentes comprovam que doenças como diabetes, hipertensão, depressão, artrite, celulite, doença cardiovascular, são doenças inflamatórias decorrentes de diversas causas (gatilhos).

Abaixo segue uma tabela com algumas dicas de como elaborar uma cesta de ervas naturais que podem melhorar sua saúde e de sua família naturalmente, ou seja, sem agredir nosso organismo.

Ervas Funcionais

Funcionalidades

Formas encontradas

Olmo Americano

Tosse seca

Erva seca ou em tabletes para chás ou dissolução em água

Cravo-da-índia

Dor de dente 

Óleo essencial

Alfarroba

Diarreia

Em pó

Hamamélis

Hemorroidas, picada de insetos.

Liquido destilado

Salgueiro branco 

Dores de cabeça e dores generalizadas

Erva seca ou extrato líquido

Arnica

Torções, batidas

Em gel ou pomada

Psyllium

Constipação

Em pó

Aloe Vera

Queimaduras, queimaduras de sol

Gel

Gengibre

Náuseas, cólicas menstruais

Cápsulas, secos ou a raiz fresca

Erva-doce

Gases

Sementes

Óleo de melaleuca

Pés de atleta

Óleo essencial

Eucalipto

Congestão

Óleo essencial

Camomila

Indigestão, cólicas menstruais, tensão

Erva seca

Echinácea

Baixa resistência imunológica 

Cápsulas ou extrato líquido

Calêndula

Pequenos cortes

Gel ou loção 

Dica: Não guarde as ervas em seu banheiro devido à umidade que pode comprometer seus efeitos prometidos. Guarde-as sempre em locais secos, arejados e, se possível, sem luz.

Cuidados: Apesar de todos seus benefícios naturais, as ervas não são classificadas como medicamentos. Às vezes consumidas ou administradas de forma incorreta, podem ter inúmeras contra-indicações e interações medicamentosas, desta forma o ideal é a prescrição através de um profissional. Sempre procure um médico antes de se automedicar.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Temperos funcionais: Incremente seu prato e contribua para saúde de todos na sua casa

Wednesday, August 26th, 2009

Temperos FuncionaisImagem Greg Gladman

A alimentação funcional deixou de ser um tabu e passou a fazer parte da vida das pessoas que se preocupam cada vez mais com sua saúde e de sua família. Abaixo tem uma tabela que mostra quais benefícios alguns temperos podem trazer a sua saúde. Usados no seu dia-a-dia podem dar um sabor especial aos pratos além de fazer bem, que é o mais importante.

TEMPEROS PROPRIEDADES
SALSÃO Indicado para flatulência (gases) e diurético.
ALECRIM Estimulante, ativador da circulação sanguínea, antidepressivo e anti-séptico.
MANJERICÃO Sedativo, tônico, auxilia no tratamento da febre, infecções bacterianas e parasitas intestinais.
ALHO Melhora a circulação e purifica o sangue, e previne alguns tipos de câncer.
CANELA Ajuda na prevenção da osteoporose, sintomas da menopausa e controla a pressão sanguínea.
CEBOLA Antioxidante e digestiva.
COENTRO Auxilia no tratamento da ansiedade e como moderador de apetite.
ERVA-DOCE Combate tontura, náuseas, infecções intestinais e estomacais.
GENGIBRE Ajuda a tratar enjôos, combater infecções e prevenir doenças cardiovasculares.
HORTELÃ Estimulante. O pó da folha também é usado para combater parasitas intestinais.
LOURO Estimula o apetite e auxilia no tratamento da gripe.
ORÉGANO Antibacteriano, antibiótico, analgésico, sedativo. Auxilia na gripe e cólicas menstruais.
PIMENTAS Purificam o sangue, previnem doenças cardíacas e auxiliam no tratamento da obesidade.
SALSINHA Favorece o equilíbrio hormonal, alivia os sintomas da bronquite, asma, cólicas menstruais, e cistite, além de auxiliar no tratamento de cálculos e cólicas renais.

Se você preferir, clique aqui para baixar a tabela de temperos funcionais.

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com

Alimentação funcional combate câncer

Wednesday, July 15th, 2009

Imagem greschoj

azeite-oliva

Pessoas que se alimentam conforme os fundamentos da nutrição funcional sentem os benefícios no seu dia-a-dia. Além de prevenir e cuidar de muitas doenças, os alimentos funcionais promovem bem-estar físico e mental para quem os ingere.

Dentre os vários aspectos positivos para a saúde, atualmente médicos já indicam alguns alimentos que, se ingeridos conforme indicado, podem* prevenir vários tipos de câncer em homens e mulheres.

Conheça alguns desses alimentos e como eles atuam no nosso organismo promovendo qualidade de vida:

– Azeite de oliva e câncer de mama
Os polifenóis contidos no azeite extra-virgem de oliva são responsáveis por programar a morte de células cancerígenas, diminuindo a expressão de genes pró-cancerígenos. Estes fitos químicos estão apenas presentes no azeite de oliva extra-virgem de primeira extração – a frio e sem químicas, a quantidade sugerida são de duas colheres de sobremesa ao dia.

– Brócolis e câncer de mama
Estudos mostram que o componente sulforofano inibe a proliferação de células tumorais de modo semelhante ao do taxol e vincristina – poderosos medicamentos anticancerígenos. Outros vegetais que podem também ser benéficos como o brócolis são o repolho e a couve-flor. O ideal é a ingestão de ½ xícara de chá ao dia.

– tomate e câncer de pulmão, útero, próstata e boca
Além de cargas de vitamina C, o tomate é uma das mais ricas fontes de licopeno flavonóide – o que lhes confere a sua cor vermelha – e que demonstrou defender o organismo contra o câncer de pulmão, útero, próstata e boca. Para que tenha esse efeito, é necessário o consumo de 3-4 rodelas de tomate por dia.

– espinafre e câncer de mama e pulmão.
Em vários estudos verificou-se que pessoas que incluem duas ou mais porções de espinafre por semana em sua nutrição têm consideravelmente mais baixas taxas de câncer de mama e pulmão.

– Alho e câncer
Os compostos de enxofre já demonstraram proteger contra o câncer, por neutralizar agentes cancerígenos e retardar o crescimento tumoral. Em estudo, investigadores descobriram que as mulheres que consomem alho pelo menos uma vez por semana, também têm uma incidência 32% menor de câncer de mama.

– Laranjas e câncer de pulmão e estômago
Já conhecidas por seu alto teor de vitamina C, pesquisas mostram que as laranjas também são ricas em muitos outros compostos anticancerígenos. Pesquisadores descobriram que as laranjas contêm mais de 170 fito químicos. Além disso, os compostos chamados limonóides – que dão aos frutos cítricos sabor ligeiramente amargo – são também altamente ativos contra o câncer. O consumo regular de laranjas (1 fruta ao dia, ou 1 copo de suco) está associado significativamente ao menor número de câncer de pulmão e estômago.

– Feijão
Todos os tipos de feijão são carregados com os inibidores da protease – compostos que tornam difícil para as células cancerígenas de invadir tecidos adjacentes. As lentilhas pertencem também à família de feijão, e são saborosas e fáceis de preparar.

– Soja e câncer de mama
As isoflavonas contidas na soja podem afetar o desenvolvimento do câncer de mama por competir com o estrogênio do corpo na ligação aos receptores de estrógeno. As isoflavonas também podem reduzir o risco do câncer de mama através do aumento do hormônio sexual vinculado a globulina, o que reduz níveis de estrógeno no sangue.

*cada organismo reage individualmente e o ideal é procurar um especialista em nutrição funcional para indicar o que funciona para o seu.

dra-daniela-jobst-nutricionista-funcional

Dra. Daniela Jobst é nutricionista e Pós Graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Instituto de Medicina Funcional dos EUA.
Atualmente atende em consultório particular em São Paulo.
Site: www.nutrijobst.com
Blog Widget by LinkWithin
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline